Quem fala que vida de estudante universitário é moleza, nunca estudou na vida. Ter que acordar ás 5 ou 6 horas da manhã, pegar busão, trem, metrô, seja lá o que for e ter aulas até último minuto da manhã não é nada fácil.
Quem fala que vida de estudante universitário é moleza, nunca estudou na vida. Ter que acordar ás 5 ou 6 horas da manhã, pegar busão, trem, metrô, seja lá o que for e ter aulas até último minuto da manhã não é nada fácil.

E, dependendo do curso, tem que assistir aulas durante a tarde toda ou fazer monitoria em alguma cadeira em específico, pode ficar ainda mais cansativo. Dependendo do curso terá que assistir aulas no período noturno também. Isso sem se falar nas filas. Sim, filas enormes na xérox, na biblioteca ou até mesmo para comer algo no centro de convivência.

Consequência? Cansaço físico. Cochilando durante a aula.

Que nunca cochilou numa aula de Cálculo? 

Faz tempo que não venho a essa cadeira, e falaram que hoje é a aula do que vamos usar por todo semestre, vou prestar atenção.

Na época da faculdade era assim...

Imagem: naointendo.com.br

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: