Números primos, abundantes, amigos, perfeitos, de Fibonacci. Álgebra. Geometria. Essas são algumas situações especiais em que envolvem esses números.
Números primos, abundantes, amigos, perfeitos, de Fibonacci. Álgebra. Geometria. Essas são algumas situações especiais em que envolvem esses números.

$0$ é a identidade aditiva.

$1$ é a identidade multiplicativa.

$2$ é o único par primo.

$3$ é o número de dimensões espaciais em que vivemos

$4$ é o menor número de cores suficientes para colorir todos os mapas planos.

$5$ é o número de sólidos platônicos.

$6$ é o menor número perfeito.

$7$ é o menor número de lados de um polígono regular que não é construível por régua e compasso.

$8$ é o maior cubo na seqüência Fibonacci.

$9$ é o número máximo de cubos que são necessários para somar a qualquer inteiro positivo.

$10$ é a base do nosso sistema numérico.

O que há de especial sobre esse número?

$11$ é a maior persistência multiplicativa conhecida.

$12$ é o menor número abundante.

$13$ é o número de sólidos de Arquimedes.

$14$ é o n menor número, sem soluções para $\phi (m) = n$.

$15$ é o n menor número composto com a propriedade que não existe apenas um grupo de ordem n.

$16$ é o único número da forma $xy = yx$ com $x$ e $y$ sendo números inteiros diferentes.
.
.
.

Acompanhe essa lista que vai até o número $9.999$ e veja o que cada um tem de especial.

Acesse stetson.edu

Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: