A americana Bathsheba Grossman escolheu o bronze para materializar complexas figuras geométricas tridimensionais. Poderia ser uma aula de matemática.
Arte e Ciência são conceitos antagônicos apenas na aparência. Na verdade encontramos qualidades estéticas ímpares em muitas formas de cariz objetivo, rigoroso, geométrico e matemático. A americana Bathsheba Grossman escolheu o bronze para materializar complexas figuras geométricas tridimensionais. Poderia ser uma aula de matemática.
Matemática e esculturas em bronze

Mais do que o produto final é interessante o modo como trabalha. Geralmente baseia as suas esculturas num padrão geométrico que se repete e se entrança em zonas circulares. A figura encontrada obedece invariavelmente a regras de simetria rotacional, o que quer dizer que o objeto tridimensional vai repetindo a sua forma à medida que vai rodando ao longo de um eixo de simetria. As variações possíveis são imensas, para não dizer infinitas.

Leia mais sobre suas esculturas no link que está no rodapé do post e veja mais de suas obras na galeria de imagens.

Fantasticamente lindo!

[Fonte original e imagens: obviousmag.org]

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: