Neste widget podemos testar várias funções em conjunto em ver o comportamento de seus gráficos e analisar a região formada entre eles.
Quando estudava Cálculo na faculdade, constantemente me deparava com esboços de gráficos de funções derivadas. Muitos destes exercícios consistia em construir gráficos de regiões interceptadas por duas ou mais funções. Analisar cada tipo de situação dava um trabalho danado e exigia muito raciocínio e habilidade no esboço destas regiões. E se as funções fossem desigualdades o trabalho era ainda maior.

Criei este Widget pensando nisso. Nele podemos testar várias funções em conjunto em ver o comportamento de seus gráficos e analisar a região formada entre eles.

Informe duas funções matemáticas com suas respectivas desigualdades e clique no botão Traçar região.

ABRIR WIDGET

As funções devem ser inseridas neste formato: função and função.
Exemplo: x^2+y^2<1 and y>x
Esboce o gráfico de uma região que satisfaça múltiplas desigualdades

Se quiser colocar esse Widget em seu blog/site, basta passar o cursor do mouse no símbolo de adição, que aparece no canto inferior direito do Widget. Em seguida clique em Embed this widget.

Este Widget não tem a função de responder todas as suas perguntas com base em alguma consulta, mas auxiliá-lo na compreensão dos comportamentos de determinadas funções matemáticas, evitando assim o desperdício de papel nos esboços dos intervalos e gráficos, por exemplo.

ABRIR WIDGET

Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: