Cientistas também afirmam que é possível prever ataques epilépticos, através de uma fórmula matemática elaborada a partir de algoritmos computacionais.
Assisti no domingo (10/06) uma excelente reportagem do programa Olhar Digital na Rede TV, sobre o Instituto do Cérebro, em São Paulo. Na reportagem, pesquisadores de diferentes áreas trabalham em conjunto para buscar uma cura ou formas de tratamento para casos como doença de Parkinson e Alzheimer.

Matemáticos, físicos, biólogos, psicólogos e médicos. O que eles tem em comum?

Os cientistas também afirmam que é possível prever ataques epilépticos, através de uma fórmula matemática elaborada a partir de algoritmos computacionais.



Assista ou leia a reportagem na íntegra clicando no link no final da citação abaixo.

Físicos, matemáticos, biólogos, psicólogos e médicos, cada um com seu conhecimento, se unem com um único propósito: combinar diferentes tecnologias para compreender melhor o funcionamento do cérebro. As informações são obtidas a partir de diferentes plataformas, como a ressonância magnética, a encefalografia e a eletroencefalografia. Cristofer Caous, pesquisador do Insituto do Cérebro, diz que o desafio é fazer com que esses aparelhos "conversem" uns com os outros. [Olhar Digital]

    Conteúdos:


    Edigley Alexandre

    Edigley Alexandre

    Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

    Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

    É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


    Comente este artigo:

    0 comentários: