Quem não gostaria de ficar rico? Ou pelo menos ganhar um montante considerável de dinheiro? Há alguns meios para se conseguir uma boa fortuna, uns são de gostos duvidosos e outros são de caráter puramente científico.
Quem não gostaria de ficar rico? Ou pelo menos ganhar um montante considerável de dinheiro? Há alguns meios para se conseguir uma boa fortuna, uns são de gostos duvidosos e outros são de caráter puramente científico.

Existem várias formas, citarei 3:

1º) Entre no BBB para disputar um prêmio milionário (desprezo esse tipo de programa).
2º) Pose para uma revista de público masculino ou feminino (o prêmio não é lá essas coisas).  
3º) Prove um teorema matemático.

Brincadeirinha à parte...

No artigo O que a Matemática ainda não responde, cito alguns teoremas matemáticos já solucionados e outros que ainda esperam por uma demonstração, um deles é a Hipótese de Riemann, conjecturado pela primeira vez há 153 anos. Com certeza existe algum matemático no mundo que está trancado em seu quarto ou porão (como Andrew Wiles fazia), tentando obter fama internacional e guardar seu nome na História da Matemática, demonstrando essa conjectura.

Para outros matemáticos o prêmio é apenas um mero detalhe. Leia também:
Um problema de um milhão de dólares
Imagem: Getty Images

A Hipótese de Riemann está também incluída na lista dos 7 problemas matemáticos do milênio, que foram estabelecidos pelo Clay Mathematics Institute, em 2000, que dará 1 milhão de dólares para o primeiro matemático que solucionar o problema.

Encerro com essa dica de leitura citada logo abaixo.

Baseado no livro A Música dos Números Primos de Marcus du Satoy e em outras bibliografias, elaborei um material introdutório de 15 páginas em pdf sobre este grande problema da Matemática envolvendo números primos e outras áreas da Ciência. [Prof. Paulo Sérgio criador do blog Fatos Matemáticos]

Está dada a dica! Quero apenas 1% do prêmio (risos).

Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: