A NASA está precisando de um algoritmo matemático para melhor posicionar a ISS (Estação Espacial Internacional) em relação ao sol, para que a captação da energia solar seja a melhor possível.
Quer ganhar 10 000 dólares?

A NASA está precisando de um algoritmo  matemático para melhor posicionar a ISS (Estação Espacial Internacional) em relação ao sol,  para que a captação da energia solar seja a melhor possível. O pedido de ajuda deve-se a alguns problemas de diferença de temperaturas que a ISS enfrenta, causando a deterioração de certos componentes.
Em busca de algoritmo, NASA lança concurso na internet

Na internet, os pedidos de contribuições do público são frequentes. Mas raras são as organizações do porte da NASA a fazê-los. Entretanto, foi essa a decisão da agência espacial americana, que tem um problema com a ISS.

A NASA pede, então, aos matemáticos de todo o mundo, amadores ou profissionais, acadêmicos ou universitários, que encontrem o algoritmo ideal para definir a melhor orientação da ISS e assegurar a eficácia ótima de alimentação de energia solar. 

Se você quer enviar seu algoritmo, obtenha mais informações no artigo Forneça um algoritmo à NASA… e ganhe 10000 dólares em www.engenhariae.com.br.

Vídeo da NASA


Particularmente é uma tarefa que vai além das minhas capacidades intelectuais (risos). Claro que tal algoritmo não depende apenas de uma equação, mas todo um contexto por trás da ISS.

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: