Mostrando postagens com marcador Dia do Professor. Mostrar todas as postagens

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Em 2004 tive a minha primeira experiência em sala de aula. Quase concluindo o curso de Licenciatura em Matemática, resolvi inscrever-se para uma seleção de professores bolsistas. A bolsa ofertada pela Secretaria de Educação dá a oportunidade de lecionar em escolas públicas quando a quantidade de professores formados atuantes não é suficiente (mentira).

Só decidi por essa atitude pois estava cursando as disciplinas do estágio supervisionado, e, quase terminando o curso, teria mais tempo para me preparar. Depois dessa primeira experiência é que senti o real desafio do ensino no Brasil. Falta de estrutura, professores ensinando disciplinas sem a formação para ela, má gestão de recursos, alunos indisciplinados, professores indisciplinados brigando em reuniões, etc.

Se dependesse dessa primeira experiência que tive e a tomasse como um modelo, hoje não seria professor de Matemática.

Dia do Professor: a esperança é a primeira que morre

26 de fevereiro de 2004

Aos gritos e muita bagunça me aproximo da sala que daria aula pela primeira vez na minha vida. O motivo da revolta é que os alunos estavam insatisfeitos com a saída do professor anterior e chegada de um novo professor. Os alunos trancaram o portão principal que dá acesso ao bloco de salas e a manifestação pacífica (ainda bem) tomou conta do bloco. Os gritos "queremos o professor fulano!" se repetiam e se repetiam (risos).

Depois da ordem estabelecida volta tudo ao normal.

Entrei, acalmei a turma e assim começamos o ano letivo. Planejei uma ótima aula, que não durou nem 15 minutos. Uma chuva torrencial inicia e alaga toda a sala. Janelas quebradas permitiam a entrada de muita água e ventania, telhado danificado com goteiras (leia-se: cascatas) só pioraram tudo. Até o quadro foi danificado, impossibilitando a continuação da aula. Nesse dia todos os alunos da escola foram dispensados para casa. E adeus planejamento do dia.

Minha empolgação foi trocada pela ausência de esperança. Sinceramente não imaginei que passaria por tal situação. Um estudante de 22 anos de idade querendo dar a sua contribuição para uma Educação melhor, cheio de planos, vocacionado, alegre, empolgado... Talvez a minha ingenuidade me fez pensar assim.

Cumpri meu contrato de 4 meses e decidi desistir da Educação. Até tomar essa decisão passei por situações que nunca pensei imaginar.

Meados de junho de 2005

Nessa época tive uma das melhores experiências da minha vida como professor. Foi a oportunidade de tirar uma licença maternidade de uma colega, trabalhando como professor substituto por 6 meses na escola onde estudei 10 anos, da 1ª série a 8ª série. 10 anos? A conta não está errada? É que fui reprovado 2 vezes. Se quiser conhecer mais detalhes dessa história leia o artigo Como treinei meu cérebro para me tornar fluente em Matemática (mais de 27 mil acessos).

Numa escola mais estruturada e com uma gestão escolar mais eficiente, comecei de fato a lecionar Matemática para turmas do Ensino Fundamental 2. Os problemas que enfrentei são os mesmos de hoje, mas com um pouco de esforço foi possível fazer um bom trabalho.

A parte mais emocionante é que convivi com alguns ex-professores da minha época de aluno, como os professores de: Matemática, Português, Inglês, entre outros. Experiências compartilhadas ajudaram-me a crescer como professor.

A parte que mais gosto de recordar foi no dia em que levei as minhas provas de algumas matérias, para mostrar aos ex-professores durante o intervalo. Algumas notas 'mais ou menos', outras boas, outras ótimas. Foi uma tarde de boas gargalhadas.

Me perguntaram: por que você guarda as provas? Tenho arquivado todos os meus materiais desde a 5ª série até o término da faculdade. Testes, provas, trabalhos, apostilhas, etc. Não sei porque guardo, apenas gosto, é prazeroso pra mim. Certa vez levei alguns materiais para mostrar aos meus alunos e contar uma história motivacional. Funcionou (risos).

15 de outubro de 2017

A contar da primeira experiência, sou professor há 13 anos.

Costumo dizer em relação a minha carreira de professor: não me vejo fazendo outra coisa. Tem dias que bate um desânimo ou uma fraqueza que me faz pensar em desistir. Os motivos para isso não é baixa remuneração, desinteresse de alunos, pais displicentes, etc. O real motivo é quando penso sobre o rumo que nosso país está caminhando.

Já ameacei a minha esperança de morte algumas vezes. Mas, é incrível, sempre que sinto isso, algo bom no mesmo dia acontece e acaba renovando a minha esperança de uma educação melhor. Minha vocação para o ensino foi tardia, mas o suficiente para que eu me apaixonasse.

Logo abaixo separei algumas sugestões de leitura no blog para comemorar essa data.

Quem quer ser professor hoje em dia no Brasil? E de Matemática?

Poucos, não é mesmo? Talvez você aponte razões questionáveis como a baixa remuneração, autonomia em queda, pouco valorizado pela sociedade e etc., para quem não quer seguir uma carreira na licenciatura, seja lá qual for a disciplina que lecionará. Mesmo que as estatísticas mostrem o contrário, está cada vez mais difícil encontrar professores de Matemática realmente compromissados com a profissão.

Acesse o artigo 7 razões para você nunca querer ser um professor de Matemática e leia o texto completo.

O que faria você desistir de ser um professor?

Se você está lendo este texto, por algum motivo você pensa em querer ser um professor ou que é um professor, e, não necessariamente, está pensando em desistir da licenciatura. Não entrarei nesta discussão, porém com o passar dos anos, aquele ânimo pode ir embora e surge logo o pensamento de querer desistir de ser um professor. É normal.

A profissão de professor está ficando tão saturada que talvez você não precisará destes 3 motivos, que lerá logo mais, e que podem transformar o seu desânimo em um desistência definitiva. Estes motivos dependem de seu caráter pessoal e da sua qualidade como professor de qualquer disciplina. Darei ênfase a Matemática, obviamente porque sou professor de Matemática e o blog trata deste tema.

Acesse o artigo O que faria você desistir de ser um professor? e leia o texto na íntegra. Não deixe de responder.

Essa carta reflete meu pensamento sobre a atividade de ser um professor comprometido

A professora Jane Clarkson, de uma escola infantil do Reino Unido, teve uma atitude muito especial ao comunicar as notas baixas do seu aluno autista de 11 anos, Ben Twist. Ler carta.

Orgulho de ser professor [Áudio]

Professores Apaixonados escrito por Gabriel Perissé. Ouvir agora.


Para finalizar, deixo uma última recomendação de leitura dentro do blog.

10 coisas que não podem faltar para um recém licenciado em Matemática

Acabou de concluir o curso de Licenciatura em Matemática? Descobriu realmente a sua vocação para o ensino? Pretende ansiosamente ser um professor efetivo de Matemática, independente da instituição que irá lecionar?

Se a sua resposta for sim, escrevi esta postagem para te ajudar com algumas simples orientações. Se a sua resposta for não, pode fechar essa aba (não faça isso!). Compartilhe esta postagem para algum amigo (a). Teoricamente estas orientações deveriam ser recebidas durante o curso superior, mas, infelizmente nem todo curso atenta fielmente para isso. Entenda este texto como um complemento.

Destaquei algumas orientações importantes que abrangem desde softwares educacionais aplicáveis em aulas até projetos online. São dicas simples que podem fazer uma grande diferença na sua carreira, agilizando suas tarefas docentes e deixando mais tempo livre para a sua criatividade.

Ler artigo completo

Feliz Dia dos Professores!
Doodle em homenagem ao Dia dos Professores
Doodle em homenagem ao Dia dos Professores


Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Sou fã da Google, sou fã dos seus produtos, e seus doodles sempre trazem lindas homenagens e reconhecimento. Neste 15 de outubro, Dia dos Professores no Brasil (mundialmente é comemorado em 05 de outubro), não foi diferente.

Google, obrigado pelo lindo Doodle!
Doodle comemorativo ao Dia dos Professores no Brasil

Música, Geografia, Astronomia, Biologia, Química, Teoria da Relatividade de Einstein, Proporção Áurea, Corpo Humano e muita, mas muita Matemática.

O doodle mostra um intervalo numérico em uma reta real, parte de um cubo, um cone, Teorema de Pitágoras (Triângulo Retângulo), Princípio Aditivo e Multiplicativo (para resolver equações), História da Matemática com os pilares do Partenon, Coordenadas Cartesianas, etc.

Vocês gostaram do doodle?

Google, obrigado pela linda homenagem!

Aos meus colegas professores brasileiros, registro aqui mais uma vez o meu mais profundo e sincero respeito.

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Independentemente de quanto tempo você está lecionando, o que te motiva para continuar em sala de aula? Por favor, deixe sua resposta em um comentário nesta postagem. Ficarei feliz em lê-lo.

Para você professor(a) e estudantes de Matemática que estão começando na licenciatura, registro aqui o meu mais sincero e profundo respeito. Você não sabe o poder que tem!

De um jeito ou de outro fazemos a diferença em um país cada vez mais problemático, cheio de corrupção e que desde a fundação não investe em Educação. Em meio a tantas barreiras conseguimos resultados realmente incríveis, quando muitos dizem que não há solução.

O maior reconhecimento que um professor pode ter [Feliz Dia do Professor]

Ouvir de um aluno:

Obrigado por tudo, professor! Você abriu meus olhos e me fez aprender e gostar de Matemática, quando ninguém mais acreditava em mim.

Esse é o maior reconhecimento que um professor pode ter.

Um abraço fraternal em cada um de vocês.

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Se hoje sou professor é porque me espelhei nos melhores professores que tive. E existe péssimos professores? Sim. Aqueles descompromissados.

Neste post no Dia dos Professores, escrevi um pouco sobre os meus professores inesquecíveis, são apenas pequenos fragmentos de memória dos tempos de escola.

Muitos professores deram a sua contribuição para minha formação inicial de estudante e como cidadão formado. Orientações, ensinamentos sobre a vida, sobre o meu futuro, sobre muitas coisas importantíssimas, que hoje tento "repassar" os ensinamentos para a nova geração, tudo que recebi dos meus professores, que já tive o prazer de revê-los e conviver, na condição de professor estagiário/bolsista.

Dia do Professor: Meu professor inesquecível

Não nego que fico emocionado e registro aqui com o maior orgulho, que todo esse tempo que vivi (pois é o verbo certo a ser conjugado) na Escola Estadual Monselhor Raimundo Gurgel, foram anos inesquecíveis e memoráveis da minha vida. Todos os dias pela manhã, quando chegava na escola para o estágio supervisionado, via todas aquelas crianças, lindas e fardadinhas com suas mães ao lado, esperando a hora do toque para entrarem.

Escola Estadual Monselhor Raimundo Gurgel via Street View
Imagem: Street View

É muito bom olhar para cada cantinho da escola e começar a viajar no tempo, lembrando da minha infância e adolescência vivida ali. Olhar as crianças correndo e brincarem as mesmas brincadeiras da minha época. Todas essas pequenas e simples coisinhas, que, no entanto, foram marcantes recordações que me fazem sentir feliz num clima de nostalgia.

A palavra certa a ser usada é referência, quanto aos professores que tive. 

Quando falamos em Educação, falamos em professores e educadores, duas coisas totalmente distintas para mim e que tenho a convicção do que afirmo, pois sou fruto do trabalho de toda uma equipe escolar integrada, que juntos, tentam formar cidadãos para vida, mediante muita luta e dedicação.

Tive e tenho como referência, várias pessoas que contribuíram para meu crescimento como estudante e como pessoa, que aqui quero deixar seus nomes registrados para posteridade. 

Infelizmente não tenho uma foto de cada um deles e não sei como estão hoje. Porém, os seus frutos estão espalhados pelo mundo.

Professor Evânio (Matemática)

Eu lembro ainda quando ele fazia uns cálculos de divisão por quatro números em questão de segundos e toda a turma ficava rindo dele, tamanha habilidade mental e quando a turma também ficava o chateando, quando o seu time de futebol do qual torce (Botafogo) perdia. 

Adivinha quem foi meu professor orientador durante o estágio supervisionado, na mesma escola onde me formei? O professor Evânio, que alguns anos depois fomos vizinhos de rua e nos aproximamos mais um pouco, quando eu dava suporte para assuntos de informática em sua casa.

Quando ele não podia dar aulas na escola (por conta de algum congresso), me ligava para substituí-lo. Absolutamente foi uma das pessoas que ajudaram a me tornar um professor.

Professora Jandira (Português)

Fui repreendido por ela uma vez e nunca mais me esqueci. Veja só, ela estava conversando com uma pessoa ao lado da porta da sala, aí eu chego interrompendo-a dizendo que “quero tirar a água do joelho” (risos). Fiquei vermelho de vergonha com a repreensão. 

Com esta professora, comecei a perder a timidez que atrapalhava meu desempenho. Peças teatrais e projetos grupais me ajudaram a enfrentar esse medo.

A professora Paula (Inglês)

Seu aparelho dentário que usava na época, que era motivo de piadinhas, pois quando ela ficava brava com a turma ela fazia um biquinho bem engraçado.

Na época do estágio supervisionado foi um dos professores que mais me ajudou com dicas para um aspirante a professor.

Professor Mário (Geografia)

Conhecido por sua voz mansa, pelo menos na minha época (risos). Lembro-me que suas aulas eram sempre motivadoras, pois sempre fazia um paralelo entre os conteúdos ministrados e a nossa realidade daquela época. Era uma pessoa muito querida por todos.

Professora Delva (História)

Era a professor mais carinhosa com os alunos. Abraçava, beijava, etc., exceto quando a turma a deixava com raiva, aí sai de baixo, porque o grito era alto (risos).

Até hoje lembro de suas aulas sobre as principais civilizações antigas, e que hoje falo sobre elas quando o assunto é História da Matemática.

Professora Bernadete (Ciências)

A minha conterrânea de rua e bairro, com ela não se brincava, pois qualquer coisinha, ela mesmo dava o recado lá em casa ou minha mãe ia à casa dela. Também fui aluno de sua irmã, a professora Socorro (na 3ª série), que me fez aprender a tabuada.

Essas duas irmãs, em específico, adotavam um meio muito usado na época e que hoje não se usa muito (ou usa?), que era as chamadas orais, seja de um questionário ou de uma tabuada. Eu só me lembro que era muito divertido e ao mesmo tempo torturante, principalmente quando dava um “branco” na hora e ficava sem responder a pergunta.

Obrigado!

Outros professores, não tivemos muito tempo de convivência escolar, pois já estava terminando o ensino fundamental e naquela época (1998), ainda não havia o Ensino Médio implantado na escola, para dar continuação aos meus estudos.

Alguns destes professores citados, ainda estão lecionando nessa escola e que tive o imenso prazer de trabalhar com alguns destes pela manhã, durante o meu estágio supervisionado.

Este relatos e outros detalhes estão em um Memorial que escrevi, a pedido da minha orientadora do curso, que entrou também no meu tcc.

Para você professor, receba todo o meu respeito e admiração.

Leia outros postagens referentes ao Dia do Professor nos artigos relacionados deste post.

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Quando chega neste período do ano, os artigos que escrevo começam a variar, indo um pouco mais além do tema que é proposto neste blog, até porque em ritmo de férias, tanto professores como alunos, só querem descanso e nada de planejar aulas, pesquisar possíveis recursos didáticos, etc. A prioridade é férias! Certo?!

Portanto, nestas férias escrevi este artigo com dicas importantes para ajudar na criação e desenvolvimento de um blog educacional. 6 anos escrevendo neste blog e em outros, me fez adquirir certa experiência, e, como não gosto de guardar nada pra mim, compartilharei aqui.

Leia os artigos que escrevi em outros blogs:

Neste artigo apresento os meus professores que ajudaram (ainda ajudam) a criar, desenvolver e manter este blog. Estes professores são mais conhecidos na internet como problogers (blogueiros profissionais) e seus metablogs. Sem eles, o sucesso deste blog não teria acontecido.

Essa postagem foi atualizada em 15 de outubro de 2018.

11 professores que me ajudaram a criar e desenvolver este blog

Apresentarei os metablogs e as pessoas por trás de cada um deles, dos quais eu leio frequentemente e que recomendo para qualquer blogueiro inciante que deseja criar um blog para sua escola, disciplina ou um projeto pessoal.

Desde 2010 tenho recebido algumas centenas de e-mails e mensagens nas redes sociais, me perguntando: Como você criou o seu blog? Como o deixou tão organizado? Como fez com ele aparecesse nas pesquisas do Google? Como faz para alcançar tantas visitas? Como ter um endereço próprio para o blog? E muitas outras perguntas.

No início eu dava respostas curtas e objetivas, mas ultimamente quando alguém me pergunta algo, eu respondo: Tem tempo? (risos)

Criar, desenvolver e manter um blog não é nada fácil. Além de exigir tempo e dedicação do blogueiro, alguns conhecimentos prévios são necessários para poder se sair bem. E se ainda estiver sozinho nesta empreitada e sem auxílio, ele acaba desistindo antes mesmo de começar.

Os professores

Abaixo estão os professores (metablogs) que aprendi muita coisa boa e continuo aprendendo todos os dias. A lista não está em ordem cronológica quando conheci os blogs. Por algum motivo, alguns pararam no meio do caminho. Outros estão firmes e fortes até hoje.
  1. Ferramentas Blog (ativo)
  2. Dicas Blogger (ativo)
  3. Gerenciando o Blog (repassado para outro autor)
  4. Mundo Blogger (repassado para outro autor)
  5. GF Soluções (ativo)
  6. Códigos Blog (repassado para outro autor)
  7. Metablog (não encontrado mais)
  8. Quero Criar um blog (ativo)
  9. Blogando com Facilidade (agora é Sucesso blog)
  10. Desenvolvimento Blogger (desativado)
  11. HTMHelen (mudou de plataforma)

Como um bom aluno, "avalio" meus professores através de 3 aspectos que julgo ser muito importantes:
  • Organização e planejamento de suas aulas;
  • Didática na exposição dos conteúdos;
  • Saber ouvir e interagir os seus alunos.

Quem são eles e seus autores

Agora destacarei cada metablog que ainda estão em atividade desde o começo/criação e seu criador/autor e sua personalidade.

 Ferramentas Blog 

Ferramentas Blog em 26/12/2013

Criado por Marcos Lemos, este metablog dispensa apresentações. Foi o primeiro blog que encontrei quando pesquisei sobre minhas dúvidas na hora de criar e desenvolver o meu blog. Sempre atencioso, nunca fiquei sem nenhuma resposta aos meus comentários.

O que aprendi

Com este professor aprendi a essência do que significa blogar na internet e a parte mais complicada para iniciantes, que é inserir, modificar ou excluir códigos próprios do blog, HTML, CSS e JavaScript. Foram 2 anos até conseguir certa experiência e perder o medo de editar em modo HTML no Blogger.

Além da parte técnica de ajustes em blogs, o FB dedica-se ao compartilhamento de notícias relacionadas a blogosfera (Blogger e Wordpress), monetização, SEO, produção de curso online, etc.

 Dicas Blogger 

Dicas Blogger em 26/12/2013

Criado por Juliana Sardinha, o Dicas Blogger é uma das melhores referências quando o assunto é Blogger (serviço mantenedor de blogs comprado pela Google em 2011). Sua experiência é comprovada por ser uma  das principais colaboradoras do fórum oficial do Blogger.

O que aprendi

Como o meu blog é hospedado no Blogger e o utilizo desde 2007, esta professora me ajudou na configuração de gadgets. Naquela época não era tão simples editar gadgets, principalmente para iniciantes como eu, que não sabia nada de HTML.

 Gerenciando Blog 

Gerenciando Blog em 26/12/2013

Criado por Adelson Smania, o Gerenciando Blog é hoje uma das provas mais claras que é possível obter sucesso na plataforma Blogger. A forma simples e descomplicada como aborda seus artigos é uma marca particular deste professor. Sua gentileza e prestatividade é reconhecida na blogosfera nacional. Não há um comentário que não ficará sem uma resposta. Sua atenção com seus leitores é admirável e até rara neste meio.

Hoje o blog foi repassado para outro autor e Adelson não trabalha mais com o GB.

O que aprendi

Este professor me ensinou que, escrever um bom conteúdo, estruturar bem um blog, dar um estilo próprio para ele, não é suficiente. Fazer com que o blog apareça melhor nos resultados em buscadores (como o Google) é um ponto muito importante para pequenos ou grandes blogs/sites.

Para isso existem as famosas técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que são didaticamente explicadas por Adelson. A grosso modo, SEO são recursos que, se implementados de maneira correta em um blog, podem trazer excelentes resultados a médio e longo prazo.

Quer saber mais? Acesse o blog e procure a categoria SEO no Gerenciando Blog. Se tiver dúvidas deixe um comentário e marque a opção de ser avisado quanto aos novos comentários. Assim, quando ele responder, receberá um aviso em seu e-mail, que usou para se identificar no comentário.

 Mundo Blogger 

Mundo Blogger em 26/12/2013

Criado por Vanessa S., o Mundo Blogger foi o primeiro metablog que pesquisei por templates. Template é o código-fonte de um blog. Nele está toda a estrutura e visual de um blog. Na época eu conhecia muito menos blogs do que conheço hoje, e para mim o Mundo Blogger era o de visual mais lindo.

Hoje, os templates evoluíram muito e competem quase de igual para igual com templates do Wordpress, em questão de responsividade, velocidade e estilo.

Sempre recomendo o site https://themeforest.net para ótimo templates.

O que aprendi

Com esta professora eu aprendi a importar e exportar um template e fazer algumas alterações de layout. Ah, isto é muito fácil! Mas, para mim naquela época não era tão fácil como hoje. Até porque o Blogger passou por várias mudanças.

 GF Soluções 

GF Soluções em 27/12/2013

Criado por Gustavo Freitas, o GF Soluções faz jus ao seu nome. O blog traz dicas desde cartões virtuais à dicas avançadas sobre programas de afiliados, tendo o Adsense como o mais famoso e diversos serviços que o blog oferece.

O que aprendi

Com este professor (e ele é professor mesmo) aprendi a criar, personalizar e implementar anúncios do sistema de afiliados da Google, o Adsense. Parece fácil, mas existem um conjunto de regras que devem ser seguidas para não sofrer punições futuras. Onde colocar anúncios, tipo, tamanho e cores dos anúncios, relacionar os anúncios com o conteúdo do blog, tudo isso aprendi com ele. 

Seus artigos trazem tudo bem "mastigadinho" fazendo com que qualquer blogueiro se saia bem quando o assunto é monetização de blogs. Aliado aos seus artigos, ele produz e-books super úteis para auxiliar o blogueiro em diversos temas.

 Códigos Blog 

Códigos Blog em 27/12/2013

Criado por Paulo Estevão, o Códigos Blog é conhecido por seus funcionais widgets. Talvez você já tenha visto o link deste blog abaixo de um algum widget para o Blogger, como um contador de visitas, postagens populares, entre outros.

O que aprendi

Com este jovem professor, consegui aprender a editar códigos em CSS. Antes eu só sabia inserir ou deletar códigos já prontos. Agora aprendi a identificar, criar, fazer alterações e hospedar meus próprios códigos CSS em um servidor externo, afim de melhorar o visual do blog. Não me tornei em um especialista, mas não dependo tanto assim de ajuda externa.

 Quero Criar um Blog 

Quero criar um blog em 27/12/13

Também criado por Gustavo Freitas, o Quero Criar um Blog, é um de seus projetos colaborativos, do qual lança artigos que ajudam blogueiros na plataforma Blogger e Wordpress, e, por consequência, ganhar dinheiro com eles. Foi um dos últimos metablogs que conheci.

O que aprendi

Neste metablog, o professor viu seu aluno se tornar um professor (segundo o Adelson, metablog por um dia =D). Um pouco mais experiente, este blogueiro que escreve esse texto, foi convidado para publicar um artigo no QCB. No instante em que escrevia, sentia na pele o quão difícil é passar informações com os maiores detalhes possíveis. O artigo está no segundo link no começo deste post.

 Sucesso Blog 

Sucesso Blog em 02/01/14

Criado por Iago Melanias e António Faneca, o Sucesso Blog é uma reformulação geral do Blogando com Facilidade. Com 16 e 17 anos, respectivamente, estes dois jovens empreendedores surpreendem na blogosfera. Eu fico admirado em ver dois jovens com tamanha habilidade no que fazem. 

O que aprendi

Professores atentos, gentis, atenciosos e didáticos. Estas são algumas qualidades que percebi e que fizeram com que abstraísse o máximo de conteúdo gerado por eles. Tamanho de anúncios, cores e locais adequados eu já sabia, mas e como colocar anúncios em qualquer local no blog? Usando apenas alguns códigos em HTML e CSS resolve o problema.

Mas eu não tinha a menor ideia de como fazer isso. Pra começar, sempre que eu tentava adicionar um código do Adsense, por exemplo, dava erro. Depois que aprendi a parsear códigos e usar algumas tabelas (table), divs, etc., tudo ficou mais fácil.

Estratégias, dicas e táticas para o seu blog educacional

As dicas se aplicam para qualquer blog, porém chamo a atenção para os blogs educacionais, pois são os que mais pecam na hora de criar um blog. Todas as dicas que seguem logo abaixo, você poderá encontrar os artigos referentes nos metablogs que destaquei neste post.

1ª dica

Fazer aquilo que te dar prazer. Me refiro ao conteúdo que você escolherá para criar e manter o seu blog sempre atualizado. Por exemplo, eu nunca criaria um metablog, pois não tenho qualidade profissional para isso. Como professor de Matemática, escrevo sobre aquilo que domino e tento transmitir da forma mais atraente e clara possível. Manter um blog como uma espécie de hobby, porém levando-o a sério, é a forma mais saudável de mantê-lo sempre atualizado.

Para quem está começando agora com um blog, sua maior preocupação deve ser com o conteúdo que será publicado.

Definir sobre o que vai escrever, o título do blog, um slogam ou uma descrição curta, um logotipo próprio e original para o blog, são os primeiros cuidados para a identidade dele. Se você já tem tudo isso em mente, está na hora de escrever pelo menos 10 artigos originais e publicá-los aos poucos, sempre analisando o feedback dos visitantes.

Criar a página estática 'Sobre', 'Contato' e 'Política de privacidade' são essenciais para mostrar o propósito do blog, assim como as demais opções contidas nele. Em seguida deve-se preocupar com toda a estrutura que um blog necessita (comprar um domínio, aplicar técnicas de SEO, otimização, layout, etc.)

2ª dica

Agora é hora de mostrar o seu trabalho. Seus primeiros visitantes podem se tornar seus leitores assíduos. Cativá-los é muito importante. Portanto, responda cada comentário, seja no próprio blog ou nas redes sociais. Rede social? Sim! Qual o lugar na internet com a maior concentração de internautas? Claro, as redes sociais. Além de aplicar todas as dicas anteriores, a melhor maneira de mostrar seu conteúdo para as pessoas é compartilhando os artigos do blog nas maiores redes sociais (Twitter, Facebook, Google+, LinkeIn, etc.).

Todas as redes sociais disponibilizam botões e gadgets para blogs e sites, afim de enviar os artigos para cada rede. Mas, ainda é importantíssimo alimentar a interação entre as pessoas que acessam o blog através destas redes sociais.

3ª dica

Conquistou seus primeiros leitores? Não quer quer eles sumam do mapa? Fidelize seus leitores. Ofereça alguma forma de eles sempre acompanharem o seu blog. Uma ótima opção é oferecer um infoproduto, manter e atrair novos leitores. Pode ser um e-book sobre um conteúdo que você domina, uma planilha funcional super útil, etc. Dê a opção ao seu leitor de acompanhar os artigos por e-mail, assinando o RSS feed do blog gratuitamente. Faça com que eles assinem, não por gentileza, mas sim por ansiedade por mais um novo artigo.

4ª dica

Comente em outros blogs da mesma área que você atua. Esta é a melhor parceria que você pode fazer. Trocar links e banners não o ajudará muito.

5ª dica

Quanto a monetização do blog (ganhar dinheiro com ele), não tem nada de ilícito nisto, desde que seja de forma honesta e siga regras estabelecidas pelos os programas de afiliados. A dica que dou é de não monetizar seu blog no início de sua vida. Invista primeiro em conteúdo, escreva muitos artigos e depois de um determinado tempo e estabilidade, comece com a monetização. Lembre-se: ganhar dinheiro é uma consequência.

6ª dica

Se estiver sem ideia para publicar artigos, pesquise na internet assuntos do seu interesse, leia revistas especializadas, TV, e-books, Livros, blogs nacionais e internacionais, são algumas fontes de inspiração.

7ª dica

Nunca copie conteúdo de blogs e sites. Achou alguma notícia legal e é de interesse do público do seu blog? Faça um resumo da notícia com suas próprias palavras e no final do artigo cite a fonte para que o leitor leia a notícia na íntegra. Não use "clique aqui" ou algo parecido. Use o próprio nome do site para linkar para o artigo original.

Exemplo: Leia o artigo na íntegra visitando o UOL Educação.

Tentar ser o primeiro a dar uma notícia é muito importante, para isso siga sites e blogs especializados nos assuntos que você conhece bem. Lembro-me que só consegui isso apenas uma vez. Publiquei um artigo, e no dia seguinte vi a mesma notícia no Olhar Digital. Todas as notícias postadas neste blog, são publicadas em questão de horas em relação a fonte original.

Mais dicas? Baixe o E-book: 10 dicas valiosas para professores blogueiros iniciantes.

Baixar e-book Mais informaçõs

Concluindo

Comecei com este blog em 2007/2008, totalmente despretensioso e desconhecia o que é manter um blog. Para se ter uma ideia, meu primeiro computador comprei em 2006 (sem internet). No decorrer dos anos, fui aprendendo gradativamente sobre como escrever artigos.

Para isso, li centenas de artigos nos metablogs que destaquei neste posts, onde aprendo e continuo aprendendo novas ideias sobre a saúde de um blog, do ponto de vista de quem escreve e de quem lê. O sucesso de um blog se deve a vários fatores, e todos eles são relativos. Isso depende de sua própria definição para a palavra sucesso.

Não existe um segredo ou mágica. Para quem não sabe o que é um blog e como mantê-lo, pesquise por conteúdos nestes metablogs citados e outros que você encontrar, desde que sejam reconhecidos, e leia tudo o que eles ensinam para administrar da melhor forma o seu blog.

Se tiver dúvidas, pergunte! Eles te responderão didaticamente. Há vários e-books que podem ajudar também mostrando um passo a passo de tudo que deve ser feito. Se for assistir vídeo aulas no Youtube, procure pessoas reconhecidas e que entendam realmente do assunto. Para quem já tem um blog, tente investi o que puder dentro de suas possibilidades.

Não em apenas na estrutura dele, mas também em seu conteúdo e como as pessoas chegam até ele. Procure estudar o básico sobre HTML e CSS para não depender sempre de ajuda externa. Para ambos os casos, o ponto principal é o conteúdo do blog, é ele que chamará a atenção de possíveis leitores assíduos.

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Dia 15 de outubro é comemorado no Brasil o Dia do Professores. Mundialmente é comemorado em 05 de outubro. Pra ser sincero, não sei o que há pra comemorar (não sou pessimista), mas de qualquer forma é uma data que deve ser lembrada.

Leia os artigos

Estava escrevendo um texto sobre o tema, mas desisti quando ao ler meus feeds no Google Reader, vejo a atualização do NesdCast com título Profissão: professor. Não pensei duas vezes em compartilhar aqui.

Para que não conhece, o NerdCast é um dos mais famosos Podcasts da internet brasileira, que faz parte do grupo Jovem Nerd. O mundo da Ciência, informática, entretenimento em geral, passa no Nerdcast de forma bem humorada e informativa.

É muito divertido. Recomendo que ouça outros programas.

Nesdcast 332 – Profissão: Professor

Duração: 81 minutos

Profissão: professor [Podcast]

Ouvir agora

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Recebi uma linda mensagem de uma professora que tem 100% de participação na minha empreitada de se tornar um professor. No ano passado prestei uma curta e sincera homenagem para ela em Dia do Professor.

Dia dos professores: uma mensagem matemática


Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Hoje é o dia dos professores! Vamos comemorar! Há muito o que festejar, afinal:

- Somos respeitados nesse pais;
- Todos os professores são graduados; (a maioria com mestrado)
- Os professores são atualizados e avaliados a cada 2 anos;
- O número de escolas privadas é infimamente menor que o número de escolas públicas;
- Nossos alunos tem notas acima de 9,0;
- As salas de aulas são compostas por 20 alunos;
- Temos uma ótima estrutura, com salas modernas e informatizadas;
- Há mais de 60 anos não é registrada uma greve da categoria.
- Temos um piso salarial digno (em média R$ 6 000,00);

Você deve ter percebido que estou sendo irônico. Óbvio que esses dados não são referentes à realidade brasileira. Por que escrevi isso? Revolta. Indignação em ver como a educação é tratada no nosso país.

IDEB Alto e IDEB baixo

Alguns dos dados listados acima são da Coréia do Sul, que, há 30 anos mantinha o mesmo patamar em desenvolvimento educacional em relação ao Brasil.

Enquanto o Brasil caminhou a passos de tartaruga, na Coréia do Sul:
  • Todos os professores tem curso superior e a maioria tem mestrado. A média salarial dos professores é de R$ 10.500,00 por 8 horas de aula por dia;
  • As classes têm em média 35 alunos;
  • Todos os alunos têm notas acima de oito;
  • Os professores são atualizados e avaliados a cada dois anos;
  • O ensino básico é prioridade.

Em 2014 haverá um grande evento futebolístico no Brasil, envolvendo as principais capitais.

No mesmo ano a Coréia do Sul vai abolir os livros de papel em todas as suas escolas: 100% dos alunos sul-coreanos usarão tablets eletrônicos. Um programa de 2 bilhões de dólares conectará todos os alunos da escola primária na internet.

E no Congresso Nacional...

Quem é o palhaço afinal?

Ainda sou esperançoso quanto ao rumo da educação no Brasil.

Em meio a essa minha indignação toda, deixo aqui meu sincero abraço à todos os professores em Mossoró, no Rio Grande do Norte e demais colegas espalhados pelo Brasil.

Sintam-se abraçados. Deus abençoes vocês!


Não deixe de ouvir esse áudio: Orgulho de ser professor.

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Muita gente já deve ter lido o texto Professores Apaixonados escrito por Gabriel Perissé. Pois bem, ninguém tinha compartilhado comigo até então. A forma clara, poética e verdadeira que o autor passa, chega a emocionar profundamente. Só sente isso aquele que tem o ideal guardado consigo.

Eu, aluno. 1989.
Eu, aluno. 1989.

Eu, professor. Iniciando carreira em 2004. Na mesma escola na foto acima.
Eu, professor. Iniciando carreira em 2004. Na mesma escola na foto acima.


Ouça clicando no player ou leia o texto logo abaixo.


Alta qualidade - 128Kbps - Download - 2,81 MB

Professores apaixonados

Professores e professoras apaixonados acordam cedo e dormem tarde, movidos pela ideia fixa que podem mover o mundo. Apaixonados, esquecem a hora do almoço e do jantar: estão preocupados com as múltiplas fomes que, de múltiplas formas, debilitam as inteligências.

As professoras apaixonadas descobriram que há homens no magistério igualmente apaixonados pela arte de ensinar, que é a arte de dar contexto a todos os textos. Não há pretexto que justifiquem, para os professores apaixonados, um grau a menos de paixão, e não vai nisso nem um pouco de romantismo barato. Apaixonar-se sai caro!

Os professores apaixonados, com ou sem carro, buzinam o silêncio comodista, dão carona para os alunos que moram mais longe do conhecimento, saem cantando o pneu da alegria. Se estão apaixonados, e estão, fazem da sala de aula um espaço de cânticos, de ênfases, de sínteses que demonstram, pela via do contraste, o absurdo que é viver sem paixão, ensinar sem paixão.

Dá pena, dá compaixão ver o professor desapaixonado, sonhando acordado com a aposentadoria, contando nos dedos os dias que faltam para as suas férias, catando no calendário os próximos feriados.

Os professores apaixonados muito bem sabem das dificuldades, dos desrespeitos, das injustiças, até mesmo dos horrores que há na profissão. Mas o professor apaixonado não deixa de professar, e seu protesto é continuar amando apaixonadamente.

Continuar amando é não perder a fé, palavra pequena que não se dilui no café ralo, não foge pelo ralo, não se apaga como um traço de giz no quadro. Ter fé impede que o medo esmague o amor, que as alienações antigas e novas substituam a lúcida esperança.

Dar aula não é contar piada, mas quem dá aula sem humor não está com nada, ensinar é uma forma de oração. Não essa oração chacoalhar de palavras sem sentido, com voz melosa ou ríspida. Mera oração subordinada, e nada mais.

Os professores apaixonados querem tudo. Querem multiplicar o tempo, somar os esforços, dividir os problemas para solucioná-los. Querem analisar a química da realidade. Querem traçar o mapa de inusitados tesouros.

Os olhos dos professores apaixonados brilham quando, no meio de uma explicação, percebem o sorriso do aluno que entendeu algo que ele mesmo, professor, não esperava explicar. A paixão é inexplicável, bem sei. Mas é também indisfarçável.

Um blog para professores e estudantes de Matemática. Dicas e tutoriais sobre softwares matemáticos, como GeoGebra, LibreOffice e muito mais.
Aproveito esse espaço para uma homenagem simples, porém com muita sinceridade e carinho.

Primeiramente cumprimento todos os professores das mais diferentes áreas de ensino, parabenizando pelo seu dia. Aos que pela primeira vez passam por esse dia, aos que já viveram essa data dezenas de vezes. Não existe na face da terra profissão mais linda do que ser professor.

Dia do Professor

Na verdade esse post é dedicado à uma pessoa em especial, uma professora, que dela recebi um grande apoio na minha formação acadêmica para se tornar um professor. 

Maria do Socorro Aragão,
Saiba que foi a ÚNICA que me incentivou a seguir em frente nessa profissão. Se sou professor hoje e me sinto realizado no que faço, embora tenho muito o que aprender, isso tudo devo muito a você, professora Socorro. Todos os elogios, todas as críticas me fizeram perceber que posso dar a minha contribuição (assim você dizia) na educação. O desafio é gigante, mas não pretendo parar por saber que existe algumas barreiras apontadas há décadas e que até então permanecem. Se tudo na vida fosse fácil, acho que não teria muito sabor vivê-las. Te parabenizo hoje pelo seu dia, se é que não existe um dia específico para uma data importante. Devemos sempre valorizar datas como essa, sempre da melhor forma possível, isto é, mostrando os novos valores individuais, ainda mais nessa profissão tão desgastante, recompensadora, animadora e desafiadora. Sinta-se abraçada professora. De seu ex-aluno, Edigley Alexandre

Segue abaixo um texto reflexivo escrito por um dos mais influentes homens na educação, Paulo Freire.


Sou professor a favor da decência contra o despudor, a favor da liberdade contra o autoritarismo, da autoridade contra a licenciosidade, da democracia contra a ditadura de direita ou de esquerda. 
Sou professor a favor da luta constante contra qualquer forma de discriminação, contra a dominação econômica dos indivíduos ou das classes sociais.

Sou professor contra a ordem capitalista vigente que inventou esta aberração: a miséria na fartura.

Sou professor a favor da esperança que me anima apesar de tudo.

Sou professor contra o desengano que me consome e imobiliza.

Sou professor a favor da boniteza de minha própria prática, boniteza que dela some se não cuido do saber que devo ensinar, se não brigo por este saber, se não luto pelas condições materiais necessárias sem as quais meu corpo descuidado, corre o risco de se amofinar e já não ser testemunho que deve ser de lutador pertinaz, que cansa mas não desiste.

Um pouco de humor crítico





Abraço para todos os professores!

O futuro não acontece sozinho!