Aprenda a Tabuada de forma fácil

O Skype in the classroom é uma verdadeira conexão entre a sala de aula e o mundo externo (literalmente).
Você já imaginou aulas em campo virtuais com especialistas em cada disciplina/área? Imagine uma aula de História, especificamente sobre a Idade Média, através de uma vídeo conferência entre um especialista que está em algum castelo medieval na Europa e uma sala de aula no Brasil. imaginou? O Skype in the classroom é uma verdadeira conexão entre a sala de aula e o mundo externo (literalmente).

Alunos de uma escola em Connecticut (EUA) fizeram uma chamada Skype, que está fora deste mundo. Crianças da 3ª e 4ª série enviaram suas perguntas para dois engenheiros que estavam na ISS (Estação Espacial Internacional). Assista a vídeo chamada para ouvir todas as grandes perguntas dos alunos e descobrir o que é preciso para se tornar um astronauta real (ative as legendas para Português do Brasil).

É sempre válida a iniciativa de grandes empresas, para a melhoria da Educação no mundo. Hoje descobri mais um ótimo recurso que pode ser muito bem empregado aqui mesmo no Brasil, basta haver boas ideias e a parceria de empresas e instituições que apoiam a Educação, para a sua implementação.

O que faz o In the  classroom?

É uma plataforma de compartilhamento de atividades em sala de aula, e conta com o auxílio de um especialista numa área, que, através de uma chamada pelo Skype, conectado em tempo real com a sala de aula, mostra o outro lado da lado da aula, que seria impossível ver, sentir e admirar. O Skype in the classroom encurta distâncias e faz com que os olhos se abram para novas possibilidades. A experiência é fantástica.

Skype in the classroom: inspire seus alunos
Na imagem, alunos no Japão em uma conferência com um explorador na Antártida.

Na página Stories, há diversos depoimentos de professores, alunos e professores em modo virtual, que relatam a experiência desta ferramenta inspiradora.

Além desta funcionalidade, o In the classroom oferece um espaço reservado onde professores, alunos e colaboradores podem enviar suas lições para o site education.skype.com. O ambiente permite que crie a sua própria Aula Skype e se conecte a professores e especialistas de todo o mundo.

Como se registrar?

Passo 1 - Acesse education.skype.com/ e role a página até o rodapé do site para alterar o idioma do site.

Neste caso, para Português (Brasileiro).

Alterar idioma

A página será atualizada para este idioma.

Passo 2 - Em seguida clique no botão Criar Conta.

Criar conta

Ao seguir este passo, uma janela suspensa abrirá com algumas opções de registro.

Opções para se registrar

Passo 3 - Recomendo que use um login já criado de conta do Skype ou crie uma nova conta no Skype.

Após se registrar em alguns deste serviços, talvez você será redirecionado para a sua conta online do Skype. Recomendo que faça logoff (sair da conta) da sua conta e volte a acessar o endereço education.skype.com. Desta vez clique em Conectar.

Conectar

Ao clicar em Conectar, novamente aparecerá tela de registro mostrada no passo 2.

Passo 4 - Clique no botão do Skype para acessar o seu login. Desta vez, será redirecionado para a sua conta no In the classroom.

Login em in the classroom

Insira seus dados de login e clique em Conectar-me.

Logo na página inicial, há uma mensagem para usar esse serviço sem anúncios, caso seja uma escola que esteja usufruindo deste ambiente. Clique em Solicite agora, e entre com o nome da escola e site e envie o pedido.

Configurando a sua conta

O próximo passo é fazer as alterações em seu perfil. Logo abaixo da caixa de busca, na parte superior direita do site, passe o cursor do mouse sobre seu nome e clique em Editar o meu perfil.

Editando o meu perfil

Tudo é muito simples e sem complicação. Complete o seu perfil inserindo todas informações pedidas, como:

  • Nome;
  • Endereço de e-mail;
  • Sua foto;
  • Categorias que melhor lhe descrevem;
  • Biografia curta;
  • País onde reside;
  • Fuso horário (procure por America/São_Paulo);
  • Idioma (portuguese);
  • O seu website;
  • Nome da escola, caso seja professor;
  • Marque uma opção que corresponde a faixa etária dos estudantes com quem quer trabalhar;
  • Opções se deseja receber newsletter;
  • Seu Twitter.
Após inserir estas informações, clique no botão Atualizar perfil. Agora veja com ficou o seu perfil.

Ao acessar o seu perfil, você tem a opção de se conectar às redes sociais como: Facebook, Twitter, Microsoft e o próprio Skype.

Como criar uma aula

Ainda dentro do seu perfil, role a página até ver dois botões, como mostra a imagem abaixo.
Como criar uma aula

Clique no botão Criar uma aula Skype para adicionar sua primeira aula no ambiente. É muito simples e rápido. As informações pedidas:
  • Título da sua aula;
  • Imagem de capa (220 x 220);
  • Descrição da aula;
  • Fotos e vídeos;
  • E outras funções.

Após inserir todas as informações, você salvar a aula como rascunho ou publicar. A aulas ou lições aparecerão também em seu perfil e nas buscar em In the classroom. Atente para a descrição da aula que deverá inserir.

Se você não pretende submeter aulas ao in the classroom, você pode enviar recursos que você julga útil para professores e alunos para o ambiente. Links com dicas de artigos, vídeos, imagens, que possam auxiliar e tornar as aulas mais atraentes.

Ponto positivo

Toda e qualquer alternativa ou método que auxilia a forma como a Educação é tratada e compartilhada, tem o seu valor e merece destaque positivo, em meio a tantas precaridades no ensino de qualquer disciplina no Brasil e no mundo. O In the classroom, é um ótimo ambiente para aprender, e, principalmente, a se inspirar.

Ponto negativo

Não tem. Porém, como é um recurso que depende de um software que faz chamadas e vídeos conferências, a necessidade de uma boa banda de internet é essencial, e neste ponto o Brasil ainda não detém de uma rede nacional com uma velocidade de conexão satisfatória.

No mais, é uma excelente forma de conectar alunos, professores e especialistas espalhados pelo mundo todo, tendo como objetivo a melhoria da Educação de crianças e jovens.

Informática na EducaçãoMatemática Financeira com HP 12C
Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.
O MathJax CDN foi fechado em 30 de abril de 2017. Uma alternativa de provedor para o MathJax foi utilizada. Caso apareça o erro [Math Processing Error] em algumas postagens com simbologia matemática, entre em contato com o blog informando. Saiba mais. Ver exemplo de postagem com Latex usando o MathJax.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.

  • Seu comentário não será publicado se não tiver relacionado com este artigo.
  • Não é permito linguagem imprópria e/ou escrita totalmente em caixa alta (Caps Lock)
  • Não inclua links em seus comentários se eles não forem contextualizados com este artigo.
  • A partir de hoje (26/04/16) não será mais publicado comentário de autor anônimo.
  • Você pode escrever em $\LaTeX$, mas somente com o Blogger. Saiba mais em latex.prof-edigleyalexandre.com.
  • Leia a política de comentários do blog.

Comente este artigo:

4 comentários:

  1. Como você mesmo disse o problema para o Brasil é que a Internet só é "boa" na hora de pagarmos a conta. Nas principais capitais ainda funciona mais ou menos, mas no interior !!!!
    A forma de se produzir educação está mudando e a aqui no Brasil ainda estamos no século XIX.
    Ah que se repensar os conteúdos e a forma de levá-los ao estudante ou cada vez mais a garotada após o fundamental vai se desinteressar pela escola. Não me venha com este papo de contextualizar porque isso é pura embromação. Sugiro a todas a leitura do livro Por que os alunos não gostam da escola? de Daniel Willinggham.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paulo!

      Qual a sua sugestão de reformular os conteúdos e levá-los aos estudantes desta nova geração? Outro problema é que há muitas ideias, e, o governo e nem ninguém coloca em prática.

      Contextualizar não é embromação, é uma das melhores formas existentes de trazer um conteúdo para próximo de sua realidade.

      Abraço!

      Excluir
  2. A idéia é simplesmente maravilhosa, levando os usuários a inovarem, a fazerem o bom uso racional desta ferramenta que é a Internet. Parabéns e obrigado pela divulgação Prof. Edigley.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sidney!

      Acredito que há centenas de ferramentas na informática espalhadas por ai, precisando apenas de uma ideia para implementar e trazer ótimos resultados para a Educação.

      Um abraço!

      Excluir