PRINCIPAIS CATEGORIAS

O blog para professores e estudantes de Matemática.
Este é o segundo TCC que compartilho aqui no blog. Se quiser enviar um Trabalho de Conclusão de Curso ou uma dissertação de mestrado ou doutorado para ser lido por milhares de pessoas, saiba mais no link no final da postagem.

TCC: A importância da vídeoaula no Ensino de Matemática

Título

A importância da vídeoaula no Ensino de Matemática.

Autor(es)

Dos Santos, Adriano Antunes Moraes.

Palavras-chave

Novas tecnologias, informática, videoaulas, educação matemática.

Data do documento

2016.

Resumo

O  presente  artigo  é  um  trabalho  de  conclusão  de  curso  de  Licenciatura  em  Matemática.  Os objetivos  principais  foram analisar a  importância  das  novas  tecnologias  informáticas  na educação e, mais especificamente, a aplicação de videoaulas no ensino de matemática básica.

Foi realizada pesquisa bibliográfica em autores de referência no estudo das novas tecnologias e da educação matemática, um estudo de caso sobre produção e divulgação de videoaulas de matemática pela  internet  a  analise  de  outras  pesquisas acadêmicas  também  na área da aplicação  de recursos audiovisuais  no  processo  de  ensino-aprendizagem.

Os  resultados apontam  para  possíveis aplicações  da informática  em  sala  de  aula  além  da  possibilidade  de autoavaliação docente através da análise de gravações em vídeo.

Download

Clique no botão abaixo para baixar esse TCC.

Baixar esse TCC
Tamanho do documento: 234 KB

Créditos

Esta sugestão de postagem para a categoria TCC, foi enviada por Adriano Santos. Envie você também uma sugestão de TCC. O tema deve ser sobre Matemática.

Quero enviar um TCC
O blog para professores e estudantes de Matemática.
Para alguns professores, as alternativas não "convencionais" de trabalhar a aprendizagem de alunos são tratadas de forma a não dar importância. Sejam aulas que fazem uso de tecnologias ou materiais concretos manipuláveis, há ainda uma barreira quanto a formação de uma parcela de professores, que não concordam com tais metodologias.

Aqui no blog há algumas alternativas que divulgo e acredito ser importante. Pesquise nas categorias.

Toda e qualquer alternativa para fazer um aluno entender determinados conteúdos e/ou estimular o seu interesse pela disciplina é muito bem-vinda e deveria ser adotada com a mais afinco.

Como o Xadrez pode colaborar para o ensino-aprendizagem por meio de atividades lúdicas?

Nesta postagem trago uma ótima dica de livro. Trata-se do lançamento do livro Xadrez - Suas possibilidades pedagógicas e contribuições no ensino-aprendizagem por meio de atividades lúdicas, pela editora Ciência Moderna.

Resenha

Xadrez - Suas possibilidades pedagógicas e contribuições no ensino-aprendizagem por meio de atividades lúdicas
Neste livro você encontrará informações a respeito do Xadrez, uma mistura de esporte e arte, de uma maneira clara e simples, com atividades lúdicas e prazerosas, colocadas de maneira gradual de compreensão e execução.

Pensadas em um público variado, que vai da criança ao adulto. Com este material será mais fácil fixar regras básicas, além de desenvolver noções de leitura, escrita, cálculo matemático, línguas estrangeiras como o Inglês e o Espanhol, coordenação motora, noção espacial, criatividade e também aspectos comportamentais e de estudo, tão importantes e necessários na formação humana integral.

O objetivo deste livro é causar um bem-estar físico e psíquico àqueles que gostam do esporte Xadrez e aos interessados no assunto. Espero que o leitor possa entender a magnitude dessa obra!


Dados técnicos

  • Primeira edição, 2016.
  • Autor: Luciana Henriques Pascoal 
  • Nº de páginas: 64 pg
  • Peso: 92 g
  • Formato: 16 X 23 cm
  • Impressão: off-set p/b
  • Lombada: 0,3 cm
  • Encadernação: Brochura
  • ISBN (impresso): 978-85-399-0848-6
  • ISBN (e-book): 978-85-399-0869-1
  • Código de barras: 9788539908486.

Versão impressa - R$ 23,20 Versão digital - R$ 17,40

Sorteio de um exemplar

Ficou interessado? Você pode participar deste sorteio oferecido pela Ciência Moderna Online em parceria com www.prof-edigleyalexandre.com. Leia as regras abaixo e participe.

Regras para participação no sorteio:

1. Curtir a página oficial da Ciência Moderna Online.



2. Curtir a página do blog no Facebook.



3. Ter endereço para entrega no Brasil.

4. O sorteio será realizado através do sistema Sorteie.me direto da página deste blog no Facebook. Clique no botão abaixo para participar da promoçãoAtenção, esse sistema em seu plano gratuito oferece apenas 200 participantes.

PARTICIPAR DO SORTEIO


5. O sorteio será realizado no dia 12 de fevereiro de 2017 (domingo).

6. O prazo para que o vencedor do sorteio dê um retorno é de 2 dias, a contar da data do sorteio. Se o vencedor não cumprir o prazo, um novo sorteio será realizado logo após o vencimento do prazo.

7. A Editora Ciência Moderna Online divulga em suas redes sociais o sorteio do livro com link para este blog e para a sua página Ciência Moderna Online no Facebook.

8. O responsável deste blog realizará o sorteio na data combinada e entrará em contato com o ganhador pedindo seus dados.

9. O responsável deste blog enviará os dados do vencedor para a Ciência Moderna Online. A Ciência Moderna Online confere se o ganhador seguiu as regras da promoção. Caso contrário, o sorteio é refeito. Se estiver tudo certo, a editora enviará o livro e confirma para o blog realizador do sorteio e para o ganhador a postagem.

10. Não havendo retorno do ganhador, o responsável pelo blog ficará responsável por cobrar os dados do ganhador, e, não havendo retorno até o prazo estipulado (2 dias), será publicado a falta de retorno (atualização nesta postagem) e será organizado um novo sorteio.

11. Perfis utilizados apenas para participação em sorteios serão desclassificados.

IMPORTANTE: Informe um endereço de entrega em que haja alguém em horário comercial para receber o prêmio. Os Correios fazem três tentativas de entrega no endereço informado. Caso não sejam atendidos e o material retorne à editora, não poderemos fazer o reenvio. O livro só será reenviado se o ganhador arcar com o custo do reenvio.
O blog para professores e estudantes de Matemática.
Como saber se seu filho ou aluno compreende o conceito de número? Saber contar, variados grupos de objetos, garante que a criança saiba o conceito de número? Como se desenvolveram as pesquisas sobre o conceito de número desde antes e depois de Piaget? Quais atividades podem ser aplicadas para a aquisição do conceito de número? Como lidar com a inclusão pedagógica, em relação à Matemática?

Livro Matemática e Síndrome de Down [sorteio]

Estas são algumas perguntas comuns de professores e pesquisadores sobre a aprendizagem de Matemática por crianças e adolescentes. A busca por respostas para essas perguntas são complexas e sempre tiveram amplo estudo. Mas, e as que têm Síndrome de Down? Todas as perguntas são ainda muito mais válidas.

Assista a palestra do professor e autor do livro Matemática e Síndrome de Down, Leo Akio Yokoyama.



Livro Matemática e Síndrome de Down
Esta palestra/minicurso apresenta a evolução do conceito de número natural por crianças e adolescentes com síndrome de Down. As atividades foram projetadas para envolver as crianças na construção da imagem conceitual que pudesse auxiliar a construção do conceito de número. A apresentação faz uma análise pormenorizada das interações de três participantes.

Essa análise indicou que todos fizeram modificações significativas com a imagem conceitual associada ao processo de quantificação, e melhoraram a sua capacidade de quantificar conjuntos discretos de objetos, e que as respostas diante as atividades variaram de acordo com cada indivíduo.

Um aspecto das atividades que parecia particularmente importante, para permitir que os participantes fossem além da utilização de procedimento de contagem mecanizada, foi a presença de recursos multissensoriais que os estudantes podiam usar para verificar e corrigir suas próprias estratégias.

Resenha 

Este livro mostra, com testes simples, como saber se a criança compreende o conceito de número. O leitor encontrará atividades para crianças e indivíduos com síndrome de Down para a aquisição do conceito de número natural, principalmente com relação à quantificação de conjuntos discretos. Para pesquisadores, o livro apresenta um histórico das pesquisas sobre o conceito de número desde Piaget até os dias atuais.

As atividades foram desenvolvidas a partir da tese de doutorado do autor e constatou-se que foram de muita valia para as crianças participantes da pesquisa.

Público alvo

As atividades do livro se direcionam para crianças e adolescentes que ainda não têm o conceito de número bem formado. Isto não depende da faixa etária do indivíduo. Há adolescentes que não têm o concei de número bem estruturado e há crianças que já o tem.

Pais e educadores que desejam entender todo o processo de aquisição do conceito de número encontrarão neste livro um breve resumo das teorias existentes.

Sobre o sorteio

Comprei um exemplar impresso e sortearei aqui no blog. Não vou pedir para seguir nada e ninguém. O objetivo da postagem é de divulgar esse material para quem realmente tem interesse na leitura desse livro.

Regras para o sorteio (Data a definir):

1) Clique no botão abaixo e envie seus dados para o blog (serão usados somente para fazer o sorteio do livro).

2) Qualquer grau de parentesco com uma criança ou adolescente com Síndrome de Down.
3) Deixar um comentário nessa postagem do blog mostrando interesse no livro.

Se você se interessou pelo livro e não quer contar a sorte desse sorteio, compre¹ um exemplar na Editora Ciência Moderna.


Sobre o autor

  • Currículo Lattes.
  • Apresentador do programa "Matemática em Toda Parte II".
  • Professor do Colégio de Aplicação da UFRJ.
  • Doutor em Educação Matemática INCLUSIVA (síndrome de Down) na UNIBAN - 2012.
  • Mestre em Matemática Aplicada (Geometria Projetiva) - UFRJ 2001.
  • Especialista em Educação Matemática - Puc-Rio 2000.
  • Licenciado em Matemática - UNICAMP 1997.
  • Apaixonado pelo Ensino e Pesquisa em Educação Matemática.

¹ Não estou ganhando nada com a divulgação deste livro. Faço isso por livre e espontânea vontade.
O blog para professores e estudantes de Matemática.
Este é o primeiro TCC que compartilhado por aqui. Se quiser enviar um Trabalho de Conclusão de Curso para divulgação aqui no blog e compartilhá-lo para milhares de pessoas, saiba mais no link no final da postagem.

TCC: Integral dupla e aplicações

Título

Integral dupla e aplicação.

Autor(es)

Campos, Aldelânia Pereira.

Palavras-chave

Integral dupla, Cálculo de áreas, Figuras planas.

Data do documento

06 de junho de 2016.

Resumo

O presente trabalho trata da exposição das integrais duplas com uma linguagem atrativa para  facilitar a compreensão desta ferramenta na resolução de problemas. Por meio dela faremos  algumas aplicações utilizando o cálculo de áreas, volume, massa, centro de massa, momento  de inércia e outros. Deste modo, nos é essencial o entendimento da sua aplicabilidade na Matemática, na Engenharia, na Física e em outras ciências.

Logo, temos por propósito resgatar, desenvolver e apresentar alguns conceitos fundamentais de Integrais Duplas em funções de duas variáveis reais através interpretações geométricas, algébricas e questões comuns para solucionar de um jeito simples. Para a concretização de tais metas utilizamos pesquisas bibliográficas e gráficas com auxilio de livros e softwares matemáticos.

Download

Clique no botão abaixo para baixar esse TCC.

Baixar esse TCC
Tamanho do documento: 75 MB

Créditos

Esta sugestão de postagem para a categoria TCC, foi enviada pelo professor catarinense Jean Barbosa.

Envie você também uma sugestão de TCC. O tema deve ser a Matemática.

Quero enviar um TCC
O blog para professores e estudantes de Matemática.
Já tinha encerrado as postagens para essa primeira semana de 2017, até ler essa carta. Ela reflete meu pensamento sobre a atividade de ser um professor comprometido com a sua profissão. Também reflete meu pensamento sobre o que é avaliar um aluno.

Essa carta reflete meu pensamento sobre a atividade de ser um professor comprometido
Ben Twist

Sabendo disso, a professora Jane Clarkson, de uma escola infantil do Reino Unido, teve uma atitude muito especial ao comunicar as notas baixas do seu aluno autista de 11 anos, Ben Twist.


Apesar de ter dado o seu melhor nas provas, seus resultados não foram satisfatórios – de acordo com o sistema tradicional. A carta que a doce Jane mandou para Ben e seus pais tocou o coração de milhares de pessoas que viram o texto no Twitter da professora e deixou a mãe do menino em lágrimas.

Tradução livre:

Querido Ben,
Estou escrevendo para te parabenizar pela sua atitude e sucesso ao completar seu ano letivo.
Gil, Lynn, Angela, Steph e Anne trabalharam muito bem com você este ano e você fez progressos maravilhosos.
Escrevi para você e seus pais para contar a vocês o resultado das provas.
Uma parte muito importante: quero que você entenda que essas provas medem apenas um pequeno pedacinho seu e de suas habilidades. Elas são importantes e você as fez muito bem, mas o Ben Twist é feito de muitas outras habilidades e talentos que nós, aqui da escola Lansbury Bridge, vimos e medimos de outras maneiras.
Outros talentos que você tem e que essas provas não medem, incluem:
– Seu talento artístico;
– Sua habilidade de trabalhar em grupo;
– O desenvolvimento da sua independência;
– Sua bondade;
– Sua habilidade de expressar opiniões;
– Suas habilidades esportivas;
– Sua habilidade de fazer e manter amigos;
– Sua habilidade de discutir e avaliar seu próprio progresso;
– Seu planejamento e construção de talentos;
– Sua habilidade musical.
Nós estamos muito satisfeitos com todos esses diferentes talentos e habilidades que fazem de você essa pessoa especial e essas são todas as coisas que mensuramos que nos asseguram o fato de você estar sempre progredindo e continuando seu desenvolvimento como um adorável e brilhante homenzinho.
Muito bem, Ben. Nós estamos muito orgulhosos de você.
Felicidades!
Senhora Clarkson.

Esta carta é incrível! disse Ben, quase não acreditando no que tinha acabado de ler!

Se essa professora não fosse comprometida com a sua profissão, o que teria feito? Nada, não é mesmo! É sempre mais fácil jogar a culpa no aluno e custar para entender que também temos nossa parcela de descompromisso.

Um aluno que tira um 10,0 não sabe mais do que o que tira um 4,0. Aliás, quantificar tem sido nosso erro.

Se eu fosse avaliar aluno por nota, já teria perdido ótimos professores e profissionais em outras áreas atuando agora, que foram meus alunos e, na época, nota baixa era comum.

Com informações de brightside.me.

Esta sugestão e tradução de postagem foi enviada pela professora paulista Letícia Torres.