Quando entrei pro mundo do design, achei que matemática não iria fazer parte do currículo – algo fantástico pra quem tem dificuldade com as contas mais básicas.
Quando digo aos meus alunos que a Matemática está em tudo, mas em tudo mesmo, eles não acreditam.

No post Para que serve a Matemática, mostrei que ela está presente (além dos ramos mais comuns), na Psicologia, transporte de containers, sangue humano, no diâmetro da Terra e se quiser pesquisar mais um pouco vai descobrir que as telecomunicações não estaria como está hoje sem a Matemática.

Fórmulas matemáticas para um design perfeito


Pois bem, a Matemática também faz parte do mundo dos designers.

Quando entrei pro mundo do design, achei que matemática não iria fazer parte do currículo – algo fantástico pra quem tem dificuldade com as contas mais básicas. Nunca estive tão enganado. Matemática é tão importante no design quanto o sangue é pro corpo humano. E é graças a ela (a matemática, não o sangue) que o design existe em primeiro lugar. Sem matemática, não teríamos o círculo cromático, proporção áurea, regra dos terços, etc. E foi pensando nisso que decidi escrever este artigo, pra mostrar como a ciência exata é intimamente ligada ao design. "Design Blog"

Leia o texto completo seguindo o link direto abaixo, onde o autor aborda até, sobre a proporção áurea ou proporção divina. Recomendo a leitura.

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: