Em 1939, na véspera da segunda guerra mundial, Albert Einstein escreveu uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Franklin Roosevelt, que dizia...
Em 1939, na véspera da segunda guerra mundial, Albert Einstein escreveu uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Franklin Roosevelt:

...Sir. O elemento chamado urânio pode ser transformado em uma nova e importante forma de energia no futuro imediato. Certos aspectos desta situação exigem certa cautela, e se necessário, uma ação rápida por parte da administração. Bombas extremamente poderosas de um novo tipo, podem agora ser construídas...

A carta era sobre a aplicação da famosa equação de Einstein: E=m.c² e do seu medo de que os nazistas a pudessem utilizar para construir uma bomba atômica. A sua carta impulsionou uma cadeia de acontecimentos, que levaram a destruição de Hiroshima e Nagashaki. Albert Einstein, mais tarde, descreveria a escrita desta carta como o grande erro da sua vida. Esta é a história de sua mais famosa equação e como E=m.c² mudou a história e Einstein, para sempre.  

Einstein e sua equação de vida e morte

Destacando ainda o aniversário dos 100 anos da Teoria da Relatividade de Einstein, este documentário conta com dramatizações a história de como sua mais famosa descoberta passou de simples símbolos num caderno de notas a uma arma de destruição em massa.



Baixar vídeo - 751 MB Mais vídeos

Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: