Em 1931, o jovem austríaco Kurt Gӧdel abalou o mundo com o seu famoso par de teoremas da incompletude que acabou com as esperanças de todos os estudiosos que buscavam obsessivamente um conjunto de axiomas fundamentais que toda a Matemática poderia ser deduzida logicamente.
Em 1931, o jovem austríaco Kurt Gӧdel abalou o mundo com o seu famoso par de teoremas da incompletude que acabou com as esperanças de todos os estudiosos que buscavam obsessivamente um conjunto de axiomas fundamentais que toda a Matemática poderia ser deduzida logicamente.

Teorema da Incompletude de Gӧdel

A descoberta de Gödel não se aplica apenas a Matemática, mas, literalmente, todos os ramos da lógica, Ciência e conhecimento humano. E poucas pessoas sabem nada sobre isso.

Teorema da incompletude de Gödel primeiro diz:
Qualquer teoria efetivamente gerada capaz de expressar a aritmética elementar não pode ser ao mesmo tempo consistente e completo. Em particular, para qualquer consistente, a teoria efetivamente gerada formal que comprova algumas verdades aritméticas básicas, há uma declaração aritmética que é verdade, mas não demonstrável na teoria.

Em outras palavras: ele provou que nenhum sistema formal matemático pode demonstrar toda a verdade matemática.

Gödel era um assassino de sonho, uma versão moderna de Zenão de Eleia. Os pós-modernistas têm usado seus teoremas para minar reivindicações dos cientistas da objetividade, certeza e racionalidade. Mas, ao contrário, Gӧdel sustentou que uma realidade transcendente matemática existe independente da lógica humana.

Sinta-se livre para tirar suas próprias conclusões.

Texto traduzido de akorra.com.

Biografia e mais informações sobre os teoremas de Kurt Gödel.
Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: