A chave não está nos uns e zeros dos computadores da empresa, mas na geometria.
Na época do lançamento de filmes e animações em DVDs, adorava assistir os extras para ver, além de outras curiosidades, a parte técnica por trás da criação de cenários, personagens e tudo que diz respeito a computação gráfica.

A lembrança mais recente que tenho é da primeira animação de A Era do Gelo. Uma grande geleira desprende-se e cai provocando uma onda gigante. Nos extras esta onda nada mais é do que um cilindro em rotação.

Matemática: o verdadeiro segredo para a criação dos personagens da Pixar

Neste post compartilho uma extraordinária aplicação da Matemática na criação dos personagens nas animações da Pixar Animation Studios (fundada por Edwin Catmull e Steve Jobs em 1986).

O verdadeiro segredo dessa magia aparentemente intangível da casa não está na arte, mas na ciência. Sem a matemática pura e dura, muitas das histórias não teriam sido contadas como as conhecemos agora.

Um novo vídeo, protagonizado pelo físico-chefe na Pixar, Tony DeRose, no portal matemático Numberphile, revela tudo isso. A chave não está nos uns e zeros dos computadores da empresa, mas na geometria.

Continue lendo (em português do Brasil) mais detalhes e curiosidades por trás das criações da Pixar exibidas no vídeo de Numberphile.

Leia o texto antes de assistir o vídeo.

Ah, recomendo que leia também: Khan Academy lança o 'Pixar in a Box' e mostra a Matemática por trás de suas animações.

É INCRÍVEL!

Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: