Compartilhe esse artigo:


Aprenda a criar turmas e tarefas para os seus alunos usando o Google Sala de aula em alguns minutos.
Que tal dar aulas na internet com a ajuda da Google? Plataformas educacionais com essa finalidade tem aos montes. Como um bom fã da Google, faço questão de utilizar seus aplicativos. O Classroom é um ótimo exemplo.

O Google Sala de aula é um serviço da Web gratuito para escolas, organizações sem fins lucrativos e qualquer pessoa com uma Conta do Google pessoal. Com o Google Sala de aula, os alunos e professores se conectam facilmente, dentro e fora de escolas. [Google]

O suporte do Google Sala de aula (Google Classroom) é bem intuitivo e tem tudo bem explicadinho. Nessa postagem não mostrarei como configurá-lo. Para isso acesse a Central de Ajuda do Google Classroom em português do Brasil.

Como criar turmas e tarefas com o 'Google Sala de aula' em alguns minutos

Como criar uma turma?

Esse é o processo mais simples e rápido. Acesse www.google.com.br e faça login com o seu Gmail. Em seguida acesse classroom.google.com.

Clicando no botão + que aparece ao lado do seu endereço de e-mail, mostrará duas opções: Participar da Turma e Criar turma.

Se você clicar em Participar da Turma, precisará ter o código da turma para inserir e entrar na turma. Esse código é um conjunto de 7 caracteres (entre números e letras). Esse código é apresentado na guia ALUNOS.

Código da Turma

Para criar sua primeira turma no Google Sala de aula, clique em Criar turma e será exibido a tela como mostrada abaixo.

Confirme a pergunta e clique em CONTINUAR.

Confirme a pergunta e clique em CONTINUAR. Logo em seguida abrirá a tela como mostrado na imagem abaixo.

Criar Turma


Preenchi dessa forma:

Criar turma

Após clicar em CRIAR, sua turma estará pronta. Como mostra o exemplo abaixo.

Turma criada

A sua primeira turma foi criada. Passe o cursor do mouse sob o ícone + e será mostrada as opções de tarefas que podem ser realizadas.

São elas:
  • Criar um aviso;
  • Criar tarefa;
  • Criar pergunta;
  • Reutilizar postagem.

No próximo tópico você verá como é fácil criar suas atividades complementares para os seus alunos.

Como criar tarefas?

Use o código mik443 para ver a turma de exemplo que criei.

Antes de criar suas tarefas é preciso primeiro montar a turma de alunos. Se a turma for pública, isto é, não é segmentadas para alunos de uma escola, use o código da turma para que os alunos possam acessar e entrar.

Se a turma que criou é destinada para um grupo exclusivo de alunos na escola que você leciona, clique no menu ALUNOS. Em seguida clique no botão CONVIDAR ALUNOS. Será exibida a janela como mostrada abaixo.

Convidar alunos

Você pode adicionar vários alunos de uma única vez. Digite as iniciais dos nomes do alunos que estão em seus contatos (no e-mail associado à sua conta do Gmail) que usou para criar a turma no Google Sala de aula.

Ou simplesmente colete os e-mails dos seus alunos em sala de aula, seja através de um formulário em papel ou com o Formulários Google. Esse é um exemplo de formulário online.

Feito isso convide seus alunos. Você também pode convidar professores.

Criando uma primeira tarefa

Passe o cursor do mouse sob o botão + e clique em Criar Tarefa. Será exibida a janela como mostrada abaixo.

Criar tarefa

Nessa janela informe:
  • Nome da tarefa;
  • Quem receberão as tarefas (alguns alunos ou turma toda);
  • Adicione todas as instruções para essa tarefa;
  • Escolha um prazo para que o aluno entregue a tarefa;
  • Adicione um tópico (categoria) para a tarefa.
Ver exemplo na imagem abaixo.

Nomear tarefa

Anexar arquivos para a tarefa

Os arquivos anexados são importados do seu computador para o Google Drive. Crie uma pasta específica apenas para isso.

Anexar arquivos no Google Drive

Após preencher todos os dados da tarefa, basta clicar no botão CRIAR TAREFA. Você pode agendar a tarefa ou salvar como rascunho.

A tarefa criada e publicada aparecerá assim no MURAL (vista pelo professor):

Tarefa criada e publicada

A tarefa criada e publicada aparecerá assim no MURAL (vista pelo aluno):

Tarefa vista pelo professor

Tarefa vista pelo professor

Como essa tarefa de exemplo exigirá do aluno um aplicativo fora do Google Drive, o aluno tem a opção de anexar sua tarefa concluída clicando na lista ADICIONAR:

Anexar arquivo

Clicando em Arquivo e anexe a sua tarefa.

Entregar tarefa

Nessa janela é informado para onde será enviada a sua tarefa concluída. Clique em ENTREGAR.

Entrega concluída

Caso a tarefa seja concluída em um dos aplicativos do Google Drive, escolha e opção CRIAR.

Enviar tarefas pelo Google Drive

Em ambos os casos será criada uma pasta automaticamente contendo os arquivos das tarefas concluídas enviadas pelos alunos.

Quando um aluno entregar uma tarefa, será exibida a mensagem CONCLUÍDA de cor verde.

Tarefa concluída pelo aluno

A imagem abaixo mostra o painel do professor com as tarefas entregues pelos alunos. Nessa janela o professor atribui uma nota caso a tarefa foi realizada com sucesso. Caso contrário o professor pode DEVOLVER a tarefa para o aluno.

Atribuir nota ao aluno

O painel acima (visto pelo professor) mostra quem já concluiu a tarefa e quem não concluiu. As tarefas concluídas são acessadas através do ícone de uma pasta, caso a tarefa seja enviada pelo Google Drive utilizando utilizando um dos seus apps (Documentos, Planilhas, Slides, Formulários etc.)

Atribua uma nota geral para a tarefa.

Ao lado do botão DEVOLVER há o botão de e-mail. Se preferir você pode selecionar os alunos que já concluíram a tarefa e enviar uma mensagem de sucesso. Ou uma mensagem de aviso para os que ainda não entregaram a tarefa.

Concluindo

Se Google Classroom (Google Sala de aula) oferece esse sistema gratuito tão bacana, imagine o que proporciona o G Suite para Educação. Realmente é um sonho trabalhar em uma escola onde todo o gerenciamento escolar (tanto gestão  administrativa como educacional) flui de maneira conjunta e produtiva.

Utilizar um sistema como esse trás diversos benefícios como:
  • Evitar ou acabar com o desperdício de papel;
  • Agilizar e dinamizar tarefas escolares e administrativas;
  • Maior interação e maior feedback aluno-professor.
E muito mais.

Finalmente! Chega de cada aluno/professor criar uma pasta no Dropbox, OneDrive, Google Drive e afins. Sem falar nos "moodles" que nunca funcionam. Ponto pra Mountain View! [comentário que li no B9]

Responda: Você usa o Google Sala de aula?

Qualquer dúvida estou disposto a esclarecer. Comente nesse artigo.

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

13 comentários:

  1. Olá Edigley!

    Certamente, estes recursos tecnológicos podem auxiliar bastante nas ações de ensino e aprendizagem. Esbarramos em algumas questões em que nem todos se dispõem a participar de práticas que utilizam uma TIC.

    Assim que tiver oportunidade, organizarei alguma ação utilizando o "Google Sala de Aula"; já tive experiências com ambientes Moodle (fui aluno em 2 cursos de especialização, 4 cursos de capacitação; fui tutor em dois cursos de graduação e ainda ofereci as partes teóricas de dois cursos em uma plataforma Moodle; um dos cursos que participei era justamente sobre criar materiais e ferramentas para um curso ofertado no Moodle); a experiência inicial era um pouco cansativa, mas logo peguei o jeito e consegui lidar bem com a plataforma.

    Me parece que esta ferramenta é ainda mais simplista no sentido de edição ao criar uma sala, turmas, conteúdos, atividades... Farei um teste em breve e quem sabe isso não gere uma boa postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Charles!

      Esta aí uma verdade. Um fator para isso é a acomodação. Aquela velha desculpa que não sabe usar uma determinada ferramenta sempre é dada.

      Alguns pensam o contrário de você sobre a estrutura do ambiente. Pra mim, quanto mais simplista melhor ainda.

      Quero ver sua postagem e compartilhar para todos.

      Um abraço!

      Excluir
  2. Ótimo artigo Edigley.

    Utilizo o classroom desde o início do ano com as turmas de terceiro ano da escola onde leciono e depois que implantei esse app em funcionamento as aulas fluíram muito bem. A receptividade do aplicativo pelos alunos foi muito boa. A praticidade do aplicativo ajuda até na questão de professores que tem mais dificuldade com as tecnologias por ser fácil de gerenciar. É, com certeza, uma ótima ferramenta para nós professores.

    Att. Romirys Cavalcante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Romirys!

      Conheço o Classroom desde o seu lançamento, porém na época não era aberto para todos. Com um pouco mais de tempo decidi fazer alguns testes e gostei demais.

      Por ser uma estrutura simplista, como disse Charles no outro comentário, facilita sim quem tem dificuldade para gerenciar a ferramenta. Tudo depende do interesse e comprometimento dos professores e alunos.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Olá Romirys!

      Seria possível que em alguma das turmas que você organizar eu pudesse participar? Gostaria de acompanhar o desenvolvimento das atividades por lá como forma de aquisição de conhecimento e quem sabe produzir algo mais a frente. A propósito, estou criando uma turma hoje a título de teste, posso adicioná-lo por lá?

      Excluir
    3. Olá Charles!

      Na verdade já aceitei o convite antes mesmo de ter visto seu comentário por aqui Charles. Irei lhe adicionar em algumas de minhas turmas sim para que você possa acompanhar o andamento dela e ver como é dinâmica a participação dos alunos no aplicativo.

      Edigley tem razão quando disse que o app era disponível para poucas pessoas no seu lançamento, felizmente tive a sorte de ser um dos avaliadores do App já em seu lançamento por isso tive a oportunidade de criar turmas tão cedo e apresentar aos meus alunos. A aceitação foi muito boa por parte da grande maioria. Sem dúvidas uma ferramenta muito boa.

      Aprendi a sincronizar um questionário com correção automática feito no Google Forms com o App sala de aula, com isso posso fazer simulados com meus alunos sem nenhum gasto de papel e com correção automática, sem falar que o Google Forms faz uma análise de desempenho dos alunos e mostra esses resultados em gráficos o que ajuda muito na tomada de decisões quanto a minha prática pedagógica em determinados conteúdos. Isso tem me oferecido muito tempo para melhorar minhas aulas, devido essa praticidade.

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
    4. Romirys,

      Fiz alguns testes com o Google Formulários criando quizzes. A ferramenta é ótima para esse fim.

      Abraço!

      Excluir
    5. Olá Romirys e Edigley!

      Fiz algumas visualizações nos grupos de vocês e percebi que é realmente uma ferramenta bem simples de utilizar. Tomara que ela continue sendo atualizada e disponibilizando novas funções e ações de modo a oportunizar mais possibilidades de desenvolver diversificadas atividades aos usuários.

      Romirys, obrigado por me adicionar em um de seus grupos. Sigo acompanhando por lá mais algum tempo, isso será importante para que eu possa escrever algo geral sobre recursos tecnológicos!

      Excluir
    6. Vamos enviar feedback para a plataforma. Tem um botãozinho lá para isso. Já enviei alguns.

      Excluir
  3. Gostei da ferramenta e vou me familiarizar mais com ela para que possa utilizá-la de forma útil em uma proposta que estou querendo fazer aqui em meu município, com alunos de 9º ano que pretendem fazer a prova para o IFRN. Gostaria de alguma dica que possa me ajudar na preparação e criação de tarefas. Valeu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiz!

      Como será uma preparação para uma prova do IFRN, você pode montar simulados online e enviar para cada aluno de acordo com as orientações que passei nesse artigo.

      O simulado pode ser criado no Google Documentos ou Google Formulários. Esse último é bem mais completo, pois você já monta o simulado contendo as respostas certas e erradas. No final você tem acesso aos dados de respostas dos alunos.

      Ou se preferir, você pode enviar arquivos de provas passadas do IFRN. Cada semana uma prova diferente. Os alunos estudam em casa e você os orientam tanto em sala de aula quanto pela própria plataforma através dos comentários privados ou avisos.

      As possibilidades são muitas.

      Espero ter ajudado.

      Abraço!

      Excluir
  4. Alguém sabe salas para aprendizado do idioma inglês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dia desses vi uma. Infelizmente não consegui encontrar o link.

      Se achar, aviso aqui.

      Abraço!

      Excluir