Já segue o canal do blog no Telegram? Conheça o Telegram nesse artigo. É melhor do que o Whatsapp!😍
Camisetas Exatas

Eis algumas dicas que também são repassadas aos meus alunos. Cabe a você testá-las e tirar a conclusão se funcionam ou não em suas atividades discentes. Entende-se estudar Matemática, por aprender a resolver cálculos matemáticos. A essência da Matemática não tem nada a ver com resolver cálculos, mas é dessa forma que o sistema de ensino brasileiro "prepara" nossos estudantes.
Eis algumas dicas que também são repassadas aos meus alunos. Cabe a você testá-las e tirar a conclusão se funcionam ou não em suas atividades discentes.

Entende-se estudar Matemática, por aprender a resolver cálculos matemáticos. A essência da Matemática não tem nada a ver com resolver cálculos, mas é dessa forma que o sistema de ensino brasileiro "prepara" nossos estudantes.

Se é pra estudar Matemática, então que estude da forma mais correta e rigorosa possível. Nada sem esforço e dedicação é conseguido com louvor.

As sugestões que acompanhará depois da imagem abaixo, vale para estudantes de nível fundamental, médio e superior.

5 sugestões para estudar Matemática em casa sem a ajuda de um professor presencial

Sugestão 1) Descubra o método que melhor se adapta

Pessoas diferentes, obviamente, aprendem de formas diferentes. O método para isso pode variar de pessoa para pessoa. Algumas podem aprender Matemática apenas com livros (lendo e praticando) e nada do online, outras assistindo vídeo aulas (assistindo e praticando).

E tem aquelas que aprendem mais, sem livros e vídeo aulas, apenas sustentando suas respostas por meio de aplicativos. Esse último caso, são estudantes que já tem a base matemática trazida da escola ou que cursam faculdade.

Como descobrir o melhor método adaptável pra mim?

Não tem segredo. Você tem que testar um a um, e durante a prática, perceberá qual método foi o mais prático e rápido, o mais fácil de absorver ou ainda conciliar todos.

Realizar esses testes não significa perder tempo. Quando encontrar a melhor forma de estudar sozinho em casa, criará um padrão de estudos que te ajudará muito.

Sugestão 2) Pesquise por livros cuja teoria matemática é bem fundamentada

Quem nunca leu um livro didático do Ensino Fundamental II ou Médio (quem sabe do Superior), e não achou "pequenos" erros matemáticos que comprometem o material?

Pode ser uma definição mal interpretada pelo autor do livro ou erro de digitação da editora. Dependendo do erro, é notável que a continuação dos seus estudos pode sofrer consequências se optar estudar apenas por uma fonte.

Portanto, pesquise! Não estude confiando em apenas um livro.

Um dica: Canal no Telegram com mais de 300 livros matemáticos em PDF para download.

E como vou saber se a teoria matemática é bem fundamentada? A dica mais usual é a de tentar perceber se alguma definição, conceito, teorema, etc., é exposto de maneira muito resumida.

Um exemplo de erro:

O conjunto dos números racionais é todo elemento que pode ser escrito na forma de uma fração.

Correto:

Um número racional ($\mathbb{Q}$) é todo número que pode ser representado por uma razão ou fração $\cfrac{x}{y}$ de dois números inteiros ($\mathbb{Z}$), um numerador $x$ e um denominador $y$ diferente de zero ($y \neq 0$).

E ainda é importante destacar toda a simbologia:

$\mathbb{Q}=\left \{ \cfrac{x}{y} \mid x \in \mathbb{Z} \quad \text{e} \quad y \in \mathbb{Z^{*}} \right \}$


Sugestão 3) Pesquise por canais no Youtube cujo professor (a) tenha formação em Matemática

Vá até o sobre do autor do canal e lá deve ter as informações da sua formação. Ou ainda num vídeo apresentação que fica na página inicial do canal.

Me perdoem a franqueza, mas tem muitos "professores" no youtube que com um lápis e um quadro ministram aulas em seus canais sem qualquer importância para o que está fazendo. Sem nenhuma formação, mesmo que muita boa vontade, cometem erros por omissão ou simplesmente por não ter formação na área.

Errar é humano. Somos passíveis a erros. O problema é outro. Veja a imagem abaixo de um comentário em um certo canal.



Sugestão 4) Utilize aplicativos matemáticos

Realize seus cálculos manualmente e em seguida teste suas respostas com o app em mãos. Acertou? Continua no ritmo. Errou? Refaça a questão manualmente até conseguir acertá-la.

Sugestão: Aplicativos matemáticos só servem para quem sabe estudar [dica de app]

Baixar app

5) Plataformas educacionais pagas

Há diversas plataformas para diversos objetivos, como passar no ENEM ou vestibulares isolados espalhados pelo Brasil, por exemplo.

O que difere a plataforma das vídeo aulas no Youtube?

  1. Por estar pagando uma assinatura, você tem acesso a um pacote de aulas exclusivas de acordo com o seu nível (Fundamenta, Médio ou Superior).
  2. Plano de estudo predefinido ou personalizado.
  3. Simulados com ranking.
  4. Quizzes.
  5. Estatísticas de desenvolvimento de estudo.
  6. Junto ao pacote contratado, você tem direito a materiais complementares que te ajudarão em seus estudos.
  7. Suporte dedicado.
E muito mais, dependendo da plataforma escolhida.

Aqui recomendo a plataforma do professor Rafael Procópio (Matemática Rio) e Professor Ferretto, pois conheço bem seus trabalhos. Veja os links (não pagos) logo abaixo.

matematicario.com.br professorferretto.com

Concluindo

De nada adianta por em prática essas sugestões se o principal não estiver em você - a perseverança. Como contei no artigo Como treinei meu cérebro para me tornar fluente em Matemática; força de vontade, planejamento de estudos, aplicando Matemática em Matemática e aprendendo ensinando, podem surtir muitos efeitos positivos ao longo dos seus estudos.

Acredito fervorosamente que qualquer pessoa pode ser fluente em Matemática, desde que não sofra de nenhuma patologia que impeça isso. Porém, é necessário que se tenha o mínimo de consciência intelectual para identificar suas prioridades e tenha também muita força de vontade para estudar, sem desanimar. Até mesmo grandes gênios da Matemática, como Andrew Wiles, passaram por desafios, cuja a própria Matemática e uma nova linguagem teve que ser "adaptada", com ajuda de outros matemáticos, afim de demonstrar o Último Teorema de Fermat. [Trecho do artigo Como treinei meu cérebro para me tornar fluente em Matemática]
Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do extinto Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: