Nesta data homenageio uma das pessoas que mais me influenciou na minha carreira como professor.
Aproveito esse espaço para uma homenagem simples, porém com muita sinceridade e carinho.

Primeiramente cumprimento todos os professores das mais diferentes áreas de ensino, parabenizando pelo seu dia. Aos que pela primeira vez passam por esse dia, aos que já viveram essa data dezenas de vezes. Não existe na face da terra profissão mais linda do que ser professor.

Dia do Professor

Na verdade esse post é dedicado à uma pessoa em especial, uma professora, que dela recebi um grande apoio na minha formação acadêmica para se tornar um professor. 

Maria do Socorro Aragão,
Saiba que foi a ÚNICA que me incentivou a seguir em frente nessa profissão. Se sou professor hoje e me sinto realizado no que faço, embora tenho muito o que aprender, isso tudo devo muito a você, professora Socorro. Todos os elogios, todas as críticas me fizeram perceber que posso dar a minha contribuição (assim você dizia) na educação. O desafio é gigante, mas não pretendo parar por saber que existe algumas barreiras apontadas há décadas e que até então permanecem. Se tudo na vida fosse fácil, acho que não teria muito sabor vivê-las. Te parabenizo hoje pelo seu dia, se é que não existe um dia específico para uma data importante. Devemos sempre valorizar datas como essa, sempre da melhor forma possível, isto é, mostrando os novos valores individuais, ainda mais nessa profissão tão desgastante, recompensadora, animadora e desafiadora. Sinta-se abraçada professora. De seu ex-aluno, Edigley Alexandre

Segue abaixo um texto reflexivo escrito por um dos mais influentes homens na educação, Paulo Freire.


Sou professor a favor da decência contra o despudor, a favor da liberdade contra o autoritarismo, da autoridade contra a licenciosidade, da democracia contra a ditadura de direita ou de esquerda. 
Sou professor a favor da luta constante contra qualquer forma de discriminação, contra a dominação econômica dos indivíduos ou das classes sociais.

Sou professor contra a ordem capitalista vigente que inventou esta aberração: a miséria na fartura.

Sou professor a favor da esperança que me anima apesar de tudo.

Sou professor contra o desengano que me consome e imobiliza.

Sou professor a favor da boniteza de minha própria prática, boniteza que dela some se não cuido do saber que devo ensinar, se não brigo por este saber, se não luto pelas condições materiais necessárias sem as quais meu corpo descuidado, corre o risco de se amofinar e já não ser testemunho que deve ser de lutador pertinaz, que cansa mas não desiste.

Um pouco de humor crítico





Abraço para todos os professores!

O futuro não acontece sozinho!

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: