Diferente da lista do ano passado, esta traz apenas os artigos publicados em 2017. Contanto com essa postagem, ao todo são 946 artigos publicados no blog. Somente em 2017 foram escritos 86 artigos. Desses 86 artigos elegi os 30 artigos de 2017 mais lidos no blog.
Particularmente, gosto de criar essa lista, pois ela serve como um termômetro e ao mesmo tempo como um repositório que pode ser acessado de forma mais rápida, por aqueles que acabaram de chegar no blog. Cada artigo tem duas ou três categorias que pode facilitar ainda mais a navegação.

Diferente da lista do ano passado, esta traz apenas os artigos publicados em 2017. Contanto com essa postagem, ao todo são 946 artigos publicados no blog. Somente em 2017 foram escritos 86 artigos. Desses 86 artigos elegi os 30 artigos de 2017 mais lidos no blog.

50 mais lidos em 2015 30 mais lidos em 2016

O alcance do blog tem crescido constantemente, graças a vocês, visitantes anônimos, assinantes do blog e seguidores nas redes sociais que acessam e compartilham os artigos para os seus colegas professores, alunos e amigos. Como sabe que é o mais lido? Pelo número de interações que o artigo tem no blog e em redes sociais e o tempo médio que as pessoas ficam no blog, em torno de 2 minutos e meio. As pessoas só comentam algo, quando realmente lêem algo. São mais de 3000 mil contando  com os 3 sistemas de comentários disponíveis.

O Google Analytics tem uma ferramenta muito legal, que exibe métricas sobre as pessoas que acessam o blog, como por exemplo: em que data e horário acessou o blog, se é homem ou mulher, idade, quanto tempo ficou no blog, qual artigo acessou por mais tempo, acessou pelo desktop ou dispositivo móvel, acessou o blog através de uma pesquisa no Google ou veio de uma rede social.
    E muito mais.

    Os 30 artigos mais lidos no blog em 2017

    Essas estatísticas me ajudam a escrever artigos segmentados, dentro das minhas possibilidades, e que expressam o que os leitores buscam ver com mais frequência no blog.

    A seguir os 30 artigos de 2017 mais lidos no blog. Os artigos não estão classificados por ordem de mais acessados.

    1º  - Os 7 erros mais comuns de quem tenta aprender Matemática e acaba falhando

    Nesta postagem apresento uma lista de 7 erros mais comuns de quem tenta aprender Matemática e acaba falhando, por conta de equívocos ocasionados por outros erros, seja do professor ou do próprio aluno. Tais equívocos não são apenas puramente matemáticos, mas de atitudes.

    2º - Agenda Google com diversos eventos ligados a Matemática programados para 2017

    São dezenas de eventos ligados a Matemática e Educação Matemática que promoverão oportunos debates sobre o cenário atual do nosso Ensino no país, assim como competições entre estudantes do Brasil e outros países em buscas de reconhecimento pelos seus esforços. A agenda 2018 já está sendo editada.


    3º - 6 pontos positivos para um blog educacional com participação ativa de alunos

    Um blog pode ter diversas funções. Se você fazer uma pesquisa refinada no Google, perceberá que para tudo que precisar, existirá um blog para te ajudar. É incrível. Moda, futebol, sexualidade, ganhar dinheiro, mundo nerd, ciência e educação, policial, etc., são apenas alguns exemplos.

    O blog sempre será um ótimo espaço para o compartilhamento de informações e que merecem tornar públicas por conta de sua relevância, a fim de divulgar ao máximo o conhecimento adquirido ao longo de pesquisas. Baixe o e-book gratuito 10 dicas valiosas para professores blogueiros iniciantes.

    Leia o artigo

    4º - Essa carta reflete meu pensamento sobre a atividade de ser um professor comprometido

    Já tinha encerrado as postagens para essa primeira semana de 2017, até ler essa carta. Ela reflete meu pensamento sobre a atividade de ser um professor comprometido com a sua profissão. Também reflete meu pensamento sobre o que é avaliar um aluno.

    Sabendo disso, a professora Jane Clarkson, de uma escola infantil do Reino Unido, teve uma atitude muito especial ao comunicar as notas baixas do seu aluno autista de 11 anos, Ben Twist.

    Leia a carta

    5º - 6 dicas de posturas para professores de Matemática [e outros] em sala de aula

    Apesar dos pesares minha formação como professor de Matemática foi muito prazerosa, pois tive ótimos orientadores. Nesta postagem quero compartilhar algumas dicas de posturas que todo professor de Matemática (e outros) deveria usar em suas aulas.

    Não são apenas dicas de posturas relacionadas ao pensamento crítico, mas ao comportamento físico que um professor deve ter ao ministrar suas aulas. A prática destas posturas traz alguns benefícios tanto para o professor quanto para o aluno. Essas dicas parecem óbvias, mas não para quem está começando na licenciatura. Sempre recebo e-mails de professores iniciantes pedindo algumas orientações.

    Claro que as dicas se aplicam para professores de qualquer disciplina. Algumas são específicas para professores de Matemática.

    Leia o artigo

    6º - Realidade aumentada GeoGebra. Novo aplicativo para iPad e iPhone.

    O GeoGebra não pára de surpreender com novas atualizações e aplicativos, seja para desktop ou dispositivos móveis. O aplicativo Realidade Aumentada GeoGebra está disponível apenas na App Store para dispositivos iOS. Infelizmente não tenho um iPad para testar o aplicativo.

    O objetivo do Realidade Aumentada GeoGebra é colocar objetos matemáticos 3D em qualquer superfície e visualizar os objetos em qualquer ângulo. Por exemplo, visualizar um icosaedro regular em uma bola de futebol entre outros objetos na natureza ou no espaço em nossa volta. O aplicativo tem tudo para popularizar mais ainda o GeoGebra nas escolas. Não conhece o GeoGebra? Pule para o 11º.

    Leia o artigo Notícias sobre GeoGebra

    7º - Conheça o aplicativo TutoMath: para Google Play e Windows Phone

    Você se lembra quando tínhamos que carregar alguns livros para estudar na casa do colega? Que mesmo tendo um livro volume único dava um maior trabalhão?

    Não é mais novidade que o computador é uma ferramenta mais do que indispensável em nosso tempo. Com o avanço da tecnologia, o acesso à informação foi ficando cada vez mais prático. Entre as décadas de 1970 e 1980, os esforços de empresas como Apple, IBM e Microsoft foram significativos para o advento dos computadores pessoais nas residências de todo o mundo.

    Tal popularização dos computadores foi um marco importante para o salto exponencial ao acesso à informação, ocasionando, décadas mais tarde, o desenvolvimento dos tablets e smartphones – dispositivos portáteis menores que levam o melhor da experiência dos computadores tradicionais para a palma da mão do usuário, em qualquer lugar que ele esteja.

    O uso da tecnologia educacional e sua potencialidade como ferramenta de ensino têm-se mostrado bastante eficaz quando se busca melhorar o desempenho e o aprendizado dos alunos.

    Conheça esse app Outros apps Android

    8º - TCC: Trabalhando geometria plana e espacial no GeoGebra e o uso de tecnologias por alunos e professores

    Este é o quarto TCC que compartilho aqui no blog. Se quiser enviar um Trabalho de Conclusão de Curso ou uma dissertação de mestrado ou doutorado para ser lido por milhares de pessoas, saiba mais no link no final da postagem. Muito obrigado pela citação do blog pelo autor em seu TCC. Fiquei surpreso quando estava lendo o trabalho.

    Leia o artigo Outros TCCs

    9º - Sou analfabeto(a) em Exatas!

    Eu não sei matemática a partir do oitavo ano do Fundamental, tenho muitos traumas dos professores não me ajudarem, não tirarem dúvidas, de ter sido humilhada em sala de aula. Consegui recentemente entrar em Engenharia de Produção, estou sofrendo muito na parte de Cálculos e de Física, por causa disso. Amo matemática, mas não consigo entender nada do que é falado ou explicado. Nas aulas sempre tenho taquicardia e em casa tentei resolver os exercícios que o professor passou, sem êxito, novamente a taquicardia, e vou mostrar os exercícios em branco para o professor por causa disso. Já tentei ver vídeos no YouTube, mas estudar pela internet não dá certo, os professores falam muito rápido e usam muitos atalhos e eu fico no vácuo. Hoje eu tenho certeza de uma coisa, sou analfabeta em exatas.[comentário no blog]

    Leia minha resposta

    10º - 10 argumentos matemáticos de que 0,999... é igual a 1

    Basta começar as aulas sobre dízimas periódicas e uma das perguntas mais esperadas pelo professor logo surge de um aluno: 0,999... é igual a 1?

    Alguns desses argumentos apresentados nessa postagem podem facilmente ser aplicados nas aulas de Matemática do 8º ano do Fundamental 2, já outros podem ser compreendidos apenas por quem estudou um pouco de Matemática superior.

    Para efeito de curiosidade matemática destaquei 10 argumentos matemáticos de que 0,999... é igual a 1. Antes de lê-los atente para as observações a seguir.

    Leia o artigo

    11º - Entenda sobre as diferentes versões do software GeoGebra para desktop e dispositivos móveis

    Para quem nunca utilizou o software GeoGebra ou muito menos ouviu falar dele, deve se fazer algumas perguntas antes de escolher a versão que baixará e instalará em seu dispositivo móvel ou sistema operacional que esteja utilizando em seu notebook ou computador de mesa.

    O que é GeoGebra Graphing Calculator, GeoGebra Math Apps, GeoGebra in Exams (Apps e Stick), GeoGebra 3D Grapher e GeoGebra Classic? Se você é um professor ou estudante que já conhece bem o GeoGebra, talvez esse artigo não seja útil, no entanto não deixe de compartilhar para quem realmente precisa.

    Nesta postagem darei destaque a cada uma dessas versões, dando detalhes e características importantes que todo professor ou estudante precisa saber sobre o GeoGebra. Em cada tópico a seguir destacarei uma versão do GeoGebra. Qualquer dúvida deixe um comentário.

    Leia o artigo Artigos sobre GeoGebra

    12º - Hoje o blog completa uma década de criação [Dia Nacional da Matemática]

    Não imaginei que estaria aqui hoje escrevendo essa postagem, uma década depois. Que maravilha! Se você tem alguma pergunta do tipo: Como consegue? Qual a sua motivação? E inspiração? A resposta é simples e direta — faço por prazer. Acha uma resposta clichê? Então tenta escrever mais de 890 artigos, a maioria com mais de 1000 palavras (risos).

    Desde os meus 14 anos tomei uma paixão por ler e escrever. Adorava os livros "A Droga da Obediência", "A Droga do Amor" (ambos de Pedro Bandeira), entre outros incluindo clássicos literários como Iracema (de José de Alencar), O Cortiço (de Aluísio Azevedo), etc. Ao mesmo tempo tomei o hábito por escrever histórias (romances), muitas delas baseadas em sonhos que tinha.

    Depois que entrei para o mundo da informática conhecendo editores de texto e depois a blogosfera, escrever se tornou um prazer maior ainda. Estou contente com o alcance desse blog até hoje, pois 90% do seu conteúdo é composto por textos. E sabemos que o hábito da leitura anda em falta no nosso país, diminuindo mais ainda depois que o conteúdo audiovisual ganhou proporções gigantescas.

    Leia o artigo

    13º - É possível ser um matemático amador?

    Professor, na sua opinião, como alguém pode conseguir ser um matemático amador? Ou seja, apesar da pessoa trabalhar em algo que não utilize Matemática, como ela pode conseguir obter rigor nos estudos o suficiente para entender Calculo Diferencial e Integral, Álgebra Linear, Sistemas dinâmicos etc? Temos o grande exemplo de Fermat, que apesar de ter sido Jurista, foi um matemático amador, famoso pelo seu Teorema (o correto seria Conjectura) que demorou séculos para ser provado. Outro exemplo seria do banqueiro e autodidata em Matemática Andrew Beal, que desde 2013 oferece um prêmio de 1 milhão de dólares a quem resolver a sua fórmula. Desde já agradeço, e continue fazendo este excelente trabalho ao difundir o conhecimento matemático! [Leitor do blog pelo Facebook]

    Leia minha resposta

    14º - A equação do segundo grau por trás da receita máxima de uma empresa

    Para que serve, realmente, a equação do 2º grau? Talvez você responda: se pensar nessa pergunta baseando-me naquilo que me “ensinaram” nas escolas “chatas” da vida, afirmaria: PARA NADA! No entanto, pensando melhor sobre o assunto, responderia: PARA SER COBRADA NAS PROVAS!

    Porém, meditando compenetradamente no tema, diria: TAÍ ALGO QUE REALMENTE NÃO SEI?

    Não sei se o aluno que está frequentando, ou aquele que já frequentou a escola do Ensino Fundamental, concorda com a resposta. Sinceramente, concordo. Concordo, porque durante o período que frequentei a escola do Ensino Fundamental (antigos primário e ginásio) em momento algum tive a oportunidade de ver, em sala de aula, uma só aplicação da equação do 2º grau.

    Existem muitos problemas com os quais nos defrontamos no dia a dia que podem ser resolvidos por meio da equação do 2º grau. No final desse artigo há mais exemplos.

    Leia o artigo

    15º - Repete a primeira fração e multiplica pelo inverso da segunda fração. Qual a razão para essa ordem?

    É verdade, talvez nunca errará. Mas já experimentou perguntar ao seu professor: por que? É claro que essa é a forma mais usual e rápida de dividir frações. No entanto é importante mostrar ao aluno (principalmente de 6º ano) que esse processo tem a sua justificativa. Se você nunca ouviu ela antes, recomendo que leia a postagem que mostra o passo a passo dessa justificativa.

    Acredito que quando o processo matemático é mostrado da forma correta e rigorosa, alguns macetes fazem sentido e se tornam mais fáceis de absorvê-los.

    Leia o artigo

    16º - Por que é importante aprender a fatorar polinômios de 2º grau em vez de utilizar a fórmula de Bhaskara?

    É muito comum ver alunos resolvendo equações do 2º grau (ou quadrática) aplicando diretamente a fórmula de Bhaskara. Não é errado, mas a persistência desse hábito pode trazer consequências muito ruins para quem se acostuma a utilizar fórmulas matemáticas para resolver qualquer tipo de problema.

    Não entenda que não gosto dessas lindas equações que foram desenvolvidas e provadas por matemáticos brilhantes ao longo dos tempos. O problema é que muitas vezes alguns desses algoritmos são jogados no quadro sem nenhum tipo de justificativa ou origem. Tentar entendê-lo, abstraí-lo, estudar sua demonstração e analisar suas condições de existência é muito mais importante do que apenas substituir alguns valores.

    Nessa postagem é mostrada as consequências para alunos que são aversos ao pensamento do raciocínio lógico e abstrato por trás das propriedades de algumas fórmulas matemáticas. Também mostro como é complicado reverter esse processo, quando um adulto aprendeu desde cedo que é melhor usar a fórmula de Bhaskara do que fatorar.

    Leia o artigo

    17º - Como somar e subtrair frações sem usar o M.M.C.?

    Tenho os meus defeitos como professor de Matemática e tento ao máximo corrigi-los. Nem sempre tenho a resposta para todas as perguntas que meus alunos fazem. Se não souber digo que naquele momento não sei e no dia seguinte trago a resposta. É melhor do que tentar enganá-los, acreditando que eles não perceberão.

    Estar preparado para essas perguntas é o ideal. Do ponto de vista matemático, o professor deve dominar o que ensina para não cair em alguma cilada durante as aulas, mas temos que levar em consideração as perguntas mais simples feitas pelos nossos alunos mais curiosos.

    Existem professores que não gostam desse tipo de aluno. O que pergunta muito, o que diz responder de forma diferente ou que, às vezes, diz estar certo e o professor errado. Particularmente são desses que me apego mais. Curiosidade é o que move os pensamentos e inspirações de um jovem.

    Ontem um aluno do ensino médio me perguntou: como somar e subtrair frações sem usar o M.M.C.? Não é uma pergunta difícil de responder. É uma resposta difícil de ser entendida por aqueles que preferem um jeito mais rápido (decorar).

    A resposta para essa pergunta é o conteúdo que trago nessa postagem. Vale lembrar que esses processos são aplicados em frações com denominadores diferentes.

    Leia o artigo

    18º - Dia do Professor: a esperança é a primeira que morre

    Em 2004 tive a minha primeira experiência em sala de aula. Quase concluindo o curso de Licenciatura em Matemática, resolvi inscrever-se para uma seleção de professores bolsistas. A bolsa ofertada pela Secretaria de Educação dá a oportunidade de lecionar em escolas públicas quando a quantidade de professores formados atuantes não é suficiente (mentira).

    Só decidi por essa atitude pois estava cursando as disciplinas do estágio supervisionado, e, quase terminando o curso, teria mais tempo para me preparar. Depois dessa primeira experiência é que senti o real desafio do ensino no Brasil. Falta de estrutura, professores ensinando disciplinas sem a formação para ela, má gestão de recursos, alunos indisciplinados, professores indisciplinados brigando em reuniões, etc.

    Se dependesse dessa primeira experiência que tive e a tomasse como um modelo, hoje não seria professor de Matemática.

    Leia o artigo

    19º - Agora o Facebook Messenger permite que você escreva fórmulas matemáticas básicas em Latex

    Acabei de descobrir essa funcionalidade no Messenger do Facebook que pode ser útil para compartilhamento de informações matemáticas da forma mais correta e precisa. Não precisa instalar nada. Não sei dizer se esse recurso é novo. De acordo com algumas pesquisas em blogs e fóruns gringos, esse recurso do Messenger é suportado desde o mês passado.

    Por que é útil? Muitos estudantes gostam de tirar dúvidas sobre Matemática e outras áreas de exatas em páginas ou em grupos através do Messenger. Dependendo do tamanho da escrita matemática, fica complicado querer tirar dúvidas sem a linguagem matemática correta.

    Leia o artigo Mais sobre Latex

    20º - Um ótimo vídeo para mostrar ao seu filho adolescente que ainda não aprendeu a estudar

    Você sabe dizer quanto tempo seu filho gasta na frente de um smartphone, tablet, pc ou notebook? Creio que não deve ser um tempo muito produtivo. Aliás, esse tempo tem sido jogado fora com bobagens que não acrescentam nada em sua vida.

    Se o seu filho chora quando é forçado a estudar 15 minutos e não reclama quando fica 5 horas seguidas com um celular perto do rosto, o problema é grave. Cobrar, cobrar e cobrar não adiantará NADA. Você precisa ensinar seu filho a estudar da forma correta, sadia e prazerosa.

    Sei que devemos ter um tempo para nosso entretenimento, porém, devemos saber também quais são as nossas prioridades. E para um adolescente, a única prioridade que vejo são os estudos, e não atividades fúteis que não ajudam em nada.

    Se você tem um filho cursando o 6º ano, que é o começo do Ensino Fundamental 2, e ele não tem a mínima noção do que é ter uma rotina de estudos, esse vídeo pode ajudá-lo.

    Leia o artigo

    21º - Aos 87 anos morre o matemático brasileiro Elon Lages Lima

    A Matemática brasileira perdeu hoje um dos seus maiores matemáticos, lamentavelmente um dia após o Dia Nacional da Matemática.

    Faleceu no Rio de Janeiro, aos 87 anos, o alagoano, professor, mestre e doutor Elon Lages Lima, pesquisador titular do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), ex-diretor do IMPA, membro titular da Academia Brasileira de Ciências e ganhador de diversos prêmios.

    Leia o artigo

    22º - Como criar um Quiz para as suas aulas usando o Google Formulários

    Utilizar um Quiz é uma alternativa muito interessante para explorar o que os nossos alunos aprendem diariamente. A interatividade e dinamismo dos Quizzes permitem que o aluno seja desafiado e teste seus conhecimentos mais recentes em qualquer disciplina.

    Se você pesquisar por sites que criam Quizzes online, vai encontrar uma porrada deles. Já testei alguns, como o GoConqr que é excelente. Há alguns dias descobri sem querer querendo que é possível criar Quizzes com o Formulários Google.

    Infelizmente estou sem um headset para gravar uma vídeo aula. Então vai aqui um tutorial passo a passo com imagens para você criar seus próprios Quizzes e usá-los em suas aulas. Já criei dois para o blog. Acesse a categoria Quiz.

    Leia o artigo Acessar Quizzes

    23º - Usando o Teorema de Pitágoras ou a Equação do 2º Grau para reduzir os desperdícios de material nas atividades do dia a dia

    Você é capaz de encontrar dois ou mais triângulos pitagóricos com a mesma área e perímetros diferentes usando os ternos pitagóricos? É capaz de inscrever dois círculos isodiamétricos (círculos com os mesmos diâmetros) em dois triângulo pitagóricos com perímetros diferentes usando os ternos pitagóricos? É capaz de construir, usando os ternos pitagóricos, dois triângulos isósceles com mesma área e perímetros diferentes?

    Esses são apenas alguns dos problemas que o livro Como Reduzir Os Custos de Material Nas Atividades do Cotidiano Usando Os Ternos Pitagóricos ou A Equação do Segundo Grau os quais deixarão você intrigado.

    Leia o artigo Artigos desse autor

    24º - Como criar turmas e tarefas com o 'Google Sala de aula' em alguns minutos

    Que tal dar aulas na internet com a ajuda da Google? Plataformas educacionais com essa finalidade tem aos montes. Como um bom fã da Google, faço questão de utilizar seus aplicativos. O Classroom é um ótimo exemplo.

    O Google Sala de aula é um serviço da Web gratuito para escolas, organizações sem fins lucrativos e qualquer pessoa com uma Conta do Google pessoal. Com o Google Sala de aula, os alunos e professores se conectam facilmente, dentro e fora de escolas. [Google]

    O suporte do Google Sala de aula (Google Classroom) é bem intuitivo e tem tudo bem explicadinho. Nessa postagem não mostrarei como configurá-lo. Para isso acesse a Central de Ajuda do Google Classroom em português do Brasil.

    Leia o artigo Mais sobre Google

    25º - É possível criar um blog educacional elegante, funcional, rápido e responsivo com o Blogger da Google!

    Muitas pessoas subestimam o poder de um bom blog. Mesmo com o aumento gigantesco dos conteúdos áudio visuais nos últimos anos, seria um engano se pensarmos que blogs estruturados apenas em conteúdo em formato de texto estão esquecidos, perderam a importância ou que zeraram sua audiência.

    Com o aumento da banda larga de internet (ainda é muito ruim), é sabido que logo logo os vídeos (e stream) iriam tomar uma fatia grandiosa do volume de conteúdo na internet. Alcançar uma alta audiência é uma tarefa mais fácil com canais no Youtube. Porém, nem sempre uma grande audiência é sinal de conteúdo relevante, basta ver a quantidade de vídeos que não tem tanta utilidade que há no Youtube com milhões de views. Existem uma minoria com conteúdo de qualidade, mas poucos são os que querem conhecimento.

    Sou um dos poucos blogueiros da safra de 2007 que ainda mantém o blog sempre atualizado. Sim, tenho textos longos (mais acessados) e curtos, tenho alguns vídeos, incorporo vídeos de colegas, etc. Felizmente a minha audiência se mantem fiel ao conteúdo em texto. Ainda pretendo criar conteúdos em vídeos, mas antes tenho que investir mais em ferramentas e treinamento para isso.

    Leia o artigo Baixar e-book

    26º - A Matemática presente na perfuração/controle de poços de petróleo/gás

    Batendo um papo com um amigo petroleiro, pedi para ele mostrar alguns dos materiais impressos que tinha sobre o treinamento que passou para trabalhar em perfurações de poços de petróleo.

    Ao paginar diversas apostilas do curso, para cada duas páginas folheadas, uma tinha equações. Equações simples compostas por fatores, razões, potenciações, radiciação, logaritmo neperiano, etc. e outras muito complexas envolvendo até matemática de nível superior. Claro, se trata de uma das engenharias mais complexas e lucrativas do mundo.

    Não pensei duas vezes em pedir emprestado o material e escrever uma postagem para o blog, mostrando algumas dessas fórmulas matemáticas aplicadas em controles de perfurações de poços de petróleo/gás. (essa postagem estava em rascunho desde janeiro de 2016).

    Não espere uma postagem altamente detalhada e que explica todo o processo que uma equação se aplica nessa profissão, culminando em todo o aparato tecnológico por trás dela. O objetivo é ser simples e mostrar a Matemática utilizada mesmo que superficialmente.

    Leia o artigo Outras aplicações

    27º - O que a Netflix, autismo e substâncias que causam câncer tem em comum?

    Quais substâncias ou comportamentos causam câncer? O que está provocando o aumento da incidência de autismo? Como a Netflix sabe quais filmes você gosta? A resposta é Estatística!

    Lançado em 2016 no Brasil pela editora Zahar, o livro Estatística - O que é, para que serve, como funciona de Charles Wheelan, nos faz entender os números por trás dos fatos e apreciar a força extraordinária dos dados em diversos aspectos do cotidiano.

    Em mais uma parceria com a editora Zahar, o blog sorteará um exemplar impresso desse livro.

    Leia o artigo

    28º - TCC: História da Matemática como ferramenta metodológica no ensino de Matemática

    Este é o quinto TCC que compartilho aqui no blog. Se quiser enviar um Trabalho de Conclusão de Curso ou uma dissertação de mestrado ou doutorado para ser lido por milhares de pessoas, saiba mais no link no final da postagem. Particularmente, este é o tema que mais me atrai para uma leitura.

    Leia o artigo Outros TCCs

    29º - Como administrar o tempo em sala de aula?

    Olá Prof. Alexandre boa noite! Como vai, tudo bem? Pesquisando na internet cheguei até o seu site. Eu sou recém-formado no curso de Engenharia Mecânica e começarei a dar aulas de matemática em um cursinho pré-vestibular. As aulas são semanais, e daqui para o fim do semestre quando começam os vestibulares eu vou repassar alguns conteúdos de matemática que os alunos mais têm dificuldade. Eu gostaria de saber nesse caso como eu posso fazer uma boa administração do tempo em sala de aula. Como os materiais já existem em apostilas, eu preciso apenas seguir. Você recomenda algum material ou poderia me dar algumas dicas sobre como usar o tempo sem correr muito e ficar sem assunto até o fim da aula ou sobre como não me atrasar com relação ao conteúdo? [Comentário no blog]

    Leia minha resposta Outras dicas

    30º - Quiz matemático 2: Poliedros

    O Quiz matemático 2 continua "testando" seus conhecimentos sobre Geometria. Desta vez você precisará responder esse quiz marcando apenas verdadeiro ou falso, observando as figuras que aparecem em cada afirmação ou pergunta. São 10 questões. Cada uma vale 1 ponto. Seu resultado só aparecerá no final do Quiz.

    Leia o artigo Outros Quizzes

    Qual o artigo mais gostou de ler no blog?

    Comente aqui no blog, no Google+, Twitter, Facebook, Linkedin, ou Pinterest.

    Obrigado por estar aqui durante todo esse ano. Feliz 2018!

    Edigley Alexandre

    Edigley Alexandre

    Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

    Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

    É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


    Comente este artigo:

    0 comentários: