Nesta postagem registro algumas dicas de como aprender matemática sozinho ou em grupo. Quais ferramentas precisará, como estudará, melhor horário, são apenas algumas dessas dicas. Se eu consegui sem internet, suas possibilidades de aprendizagem se multiplicam com ela.
Já respondo dizendo que sim, mas não pense que será simples. O seu empenho e dedicação deve ser um ponto muito forte em seus estudos fora de sala de aula.

Nesta postagem registro algumas dicas de como aprender matemática sozinho ou em grupo. Quais ferramentas precisará, como estudará, melhor horário, são apenas algumas dessas dicas. Se eu consegui sem internet, suas possibilidades de aprendizagem se multiplicam com ela. Leia o artigo Como treinei meu cérebro para me tornar fluente em Matemática para entender como foi a minha experiência.

É possível mesmo?

Não te enganaria. Como disse anteriormente, claro que é possível. No entanto, seu aprendizado dependerá de alguns fatores essenciais. São eles:
  • Tenha o mínimo de consciência intelectual para identificar suas prioridades e tenha também muita força de vontade para estudar, sem desanimar. (dedicação e perseverança);
  • Não sofra de nenhuma patologia ou transtorno de aprendizagem que impeça a leitura, interpretação e abstração de textos e teorias matemáticas. (Dislexia, Disgrafia, Disortografia e Discalculia); 
  • Abdicação de algumas atividades de lazer. (foco);
  • Organização do tempo em prol dos estudos;
  • Organização de materiais de estudo.

É possível aprender Matemática estudando apenas pela internet? [não deixe de ler a dica 4]

Quais as ferramentas necessárias?

Você precisará de:
  1. Internet com uma boa velocidade. Se a sua conexão de internet não for das melhores, terá que esperar o carregamentos de vídeos ou aplicativos.
  2. Adquira uma resma de papel A4. Organize uma pasta para guardar seus rascunhos e cálculos  de exercícios incompletos e concluídos.
  3. Adquira folhas de papel milimetrado. Use-as para desenhar gráficos com maior precisão. Aqui no blog você poderá baixar diversos tipos de papel milimetrado.
  4. Uma calculadora científica. Se não tiver um calculadora física (não precisa ser a melhor do mundo), use uma online ou do seu sistema operacional que está usando.
    1. Calculadora no estilo HP 12C para Android;
    2. Calculadora trigonométrica para Seno, Cosseno, Tangente, Secante, Cossecante e Cotangente;
    3. Calculadora científica para o Google Chrome;
    4. Calculadora estilosa do Chrome OS para o navegador Google Chrome.
  5. Lápis grafite e borracha branca.
  6. Régua graduada de pelo menos 30 cm.
  7. Caneta esferográfica de cor preta ou azul.

Softwares:
  1. GeoGebra. Te ajudará com o comportamento de gráficos de diversos tipos de funções, entre outros conteúdos. Baixe applets já construídos para o GeoGebra.
  2. Google Keep. Use-o para organizar as suas tarefas e lembretes.
  3. Calculadora online. Já deixei 4 opções na lista acima;
  4. Youtube. É claro que a principal ferramenta de estudo será vídeo aulas no youtube.
  5. Google Agenda. Use-o para organizar atividades que devem ser cumpridas dentro de limites de tempo criado por você.
  6. IDroo. Software para Windows, que se integra ao Skype e permite usar todas ferramentas que uma sala de aula tem: quadro, lápis, apagador, editor de equações em Latex, etc.

Dicas para aprender Matemática estudando apenas pela internet

Estas são dicas pessoais, talvez não funcione com você. Somente com um pouco de esforço é possível avaliar a sua aplicação.

Todas as dicas a seguir são baseadas em um estudo aliado com vídeo aulas em canais no Youtube. Já escrevi um post sobre Os melhores canais brasileiros no youtube para estudar Matemática. Se estes ainda não te agradam, pesquise por outros canais cuja a linguagem, didática e metodologia se encaixam melhor em seus estudos.

Dica 01) Atente para cronologia de conteúdos

Se o objetivo é começar um estudo sobre Matemática Básica ao nível avançado, atente bem para a cronologia dos conteúdos matemáticos.

Dica 01) Atente para cronologia de conteúdos

O estudo deve ser metódico do início ao fim. Nunca adiante um conteúdo mesmo sabendo que tem certa noção sobre ele. O ideal é que siga a sequência de conteúdos.

Se for para o ENEM confira as competências que são cobradas para as provas. No edital do ENEM você pode conferir quais são essas competências e seus conteúdos. No edital de 2016, está na página 51.

Veja no canal que pretende estudar, se há playlists. Da mesma forma das playlists musicais, as playlists no Youtube contém uma sequência de vídeos ordenados de acordo com uma finalidade, neste caso, conteúdos matemáticos em sequência.

Dica 02) Tenha um horário e ambiente adequado

Dica 02) Tenha um horário e ambiente adequado

O ideal é que esteja em seu quarto (bem iluminado) com a porta trancada, para evitar possíveis distrações externas. Organize sua mesa ou algum local para usar o PC, notebook ou tablet ao lado dos seus materiais que usará para estudar, como algumas folhas de papel A4, lápis, borracha, calculadora, etc.

Organize uma planilha de horários para estudo. Planeje um horário diário de estudos. Nele, destaque todos os dias que estudará e quais não estudará. Seja específico quanto a cada horário em cada dia.

Um boa ideia é montar uma tabela de horário, uma agenda eletrônica (como o da Google) ou uma impressa.

Dica 03) Utilize fones de ouvido

Dica 03) Utilize fones de ouvido

Um headset é a melhor opção, pois terá um conforto maior e uma qualidade de áudio superior, que os fones de ouvido comuns não oferecem. Além do mais é um ótimo abafador de barulhos externos.

Se puder comprar um, é um bom investimento, tanto para estudos quanto para entretenimento nas horas de descanso.

Outra boa aplicação é poder estudar em grupo, através do Skype, Hangout ou outra plataforma que ofereça vídeo chamadas em grupo.


Dica 04) Agora dê um play e comece a fazer anotações

Dica 04) Agora dê um play e comece a fazer anotações

Estudar cálculos matemáticos é um exercício de errar muito e acertar muito. Para quem estuda sozinho, sei que as chances de errar sempre é maior do que a de acertar.

Portanto, é importante que faça anotações de cada erro e avanço em seus cálculos. Não deixe nada escapar, por mais simples que possa parecer. Compare os erros com os acertos e tente não cometer o mesmo erro novamente. Como assim?

Ao fazer um cálculo e perceber que durante algum processo errou, não apague esse erro. Na mesma folha e ao lado do cálculo errado, corrija-o escrevendo todo processo de forma certa. Desta forma você comparará o certo com o errado e diminuirá as chances de errar novamente, pelo menos naquele ponto.

Esta é uma dica que sempre recomendo para os meus alunos. Percebo que os resultados são gradativos e melhores.

Mas, e quando não sabemos nem começar a resolver uma questão? Escrevi um post sobre esse tema. Leia Como devo proceder quando encontro um problema matemático "difícil"? e tente aplicar as dicas presentes neste texto.

Dica 05) Sempre pause o vídeo antes da realização de qualquer cálculo

Dica 05) Sempre pause o vídeo antes da realização de qualquer cálculo

O Youtube tem algumas particulares além das funções comuns em seu player. São elas: play, pausa, volume, avançar para um novo vídeo, voltar para o vídeo anterior (caso esteja em uma playlist), playlist com diversos vídeos em ordem cronológica, sistema de legendas, transcrição, 3 tamanhos para exibição de vídeos (normal, cinema e tela cheia), velocidade do vídeo, qualidade do vídeo e reprodução automática.

Você conhece bem essas funções. 

Quero destacar a função Velocidade, onde podemos aumentar ou diminuir a velocidade de um vídeo. Por qual razão usar esse recurso?

Imagine que você está estudando equações e já domina o exercício básico que está assistindo, onde é mostrado apenas a resolução da equação. Clicando no botão Velocidade, você pode ativar as opções 1.25, 1.5 e 2 para acelerar o vídeo e 0.5, 0.25 para desacelerar o vídeo.

Atenção! Esse recurso permite você estudar de acordo com o seu ritmo de aprendizagem. Só recomendo usar diretamente em trechos do vídeo em que só há cálculos.

Dica 06) Tenha em mãos uma boa bibliografia

Dica 06) Tenha em mãos uma boa bibliografia

Estudar matemática pela internet traz uma das dúvidas mais pertinentes: como sei o que estou assistindo é verdadeiramente o correto? Já assisti muitos vídeos no youtube onde há pequenos equívocos matemáticos cometidos, e, são esses pequenos erros que trazem maior prejuízo de aprendizagem.

Parece uma dúvida boba, mas, é muito comum vindo de um estudante inexperiente na internet. Portanto, ter um embasamento teórico em mãos é uma prática que não deve ser esquecida.

Bibliografia que recomendo:

Dica 07) Nunca esqueça dos aplicativos para dispositivos móveis

Dica 07) Nunca esqueça dos aplicativos para dispositivos móveis

Utilizando da forma correta, os aplicativos matemáticos é uma ferramenta indispensável na hora de estudar.

Não há problema algum fazer uso de aplicativos que resolvem uma tarefa por você. O problema está quando a utilidade do app é apenas esta. Ou seja, um aluno de posse de sua lista de exercícios resolve cada questão usando algum app. [Trecho do artigo Aplicativos matemáticos só servem para quem sabe estudar [dica de app]]

Leia o texto íntegra que citei acima e entenda minha opinião sobre aplicativos móveis no estudo de Matemática e sabia como aplicá-los da melhor maneira possível.

Quer mais dicas de aplicativos? Segue algumas dicas:

Concluindo

Não há somente esta forma de aprender Matemática na internet, usando vídeo aulas no youtube. Esta é apenas uma alternativa que se encaixa perfeitamente para auxiliar, complementar ou avançar nos estudos de Matemática. Sua curiosidade é que pode te levar mais alto, rumo a fluência em Matemática.

Além de vídeo aulas, há também ótimas plataformas educacionais, como a do professor +Rafael Procopio, que, mediante a assinatura, você tem acesso a resolução de exercícios, vídeos exclusivos, plano de estudo semanal e monitoria, por exemplo.

Matemática Rio
É o tipo de investimento que sempre terá um ótimo retorno. No entanto, investir uma grana em um curso ou mesmo de graça no youtube, não adiantará se faltar dedicação, esforço, ânimo, perseverança e o principal - vontade de aprender.

Eu sei que escrever isso é fácil, porém sou um exemplo de que aliar essas qualidades com a vontade de aprender, é possível aprender matemática com ou sem internet. Houve uma época que não sabia o básico de Matemática. Hoje sou professor de Matemática.

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

0 comentários: