Hoje eu tenho certeza de uma coisa, sou analfabeta em exatas.
Uma boa parte das postagens autorais do blog são inspirados em comentários publicados nas próprias postagens do blog. São comentários que me emocionam por carregar tanta sinceridade. Está ficando cada vez mais comum ler comentários desse tipo.

Não sei você, mas sinto uma profunda tristeza ao ler a frase que aparece na citação abaixo, escrita por uma acadêmica de engenharia. Triste não porque ela está em um curso de engenharia sem saber Matemática, mas por saber que se diz uma amante da Matemática.

Eu não sei matemática a partir do oitavo ano do Fundamental, tenho muitos traumas dos professores não me ajudarem, não tirarem dúvidas, de ter sido humilhada em sala de aula. Consegui recentemente entrar em Engenharia de Produção, estou sofrendo muito na parte de Cálculos e de Física, por causa disso. Amo matemática, mas não consigo entender nada do que é falado ou explicado. Nas aulas sempre tenho taquicardia e em casa tentei resolver os exercícios que o professor passou, sem êxito, novamente a taquicardia, e vou mostrar os exercícios em branco para o professor por causa disso. Já tentei ver vídeos no YouTube, mas estudar pela internet não dá certo, os professores falam muito rápido e usam muitos atalhos e eu fico no vácuo. Hoje eu tenho certeza de uma coisa, sou analfabeta em exatas. [Comentário em Os 7 erros mais comuns de quem tenta aprender Matemática e acaba falhando]


A primeira pergunta que você deve estar se fazendo agora é: como ela foi aprovada no ENEM ou vestibular sem saber Matemática do 8º ano? A resposta é: ENEM e vestibulares não fazem uma seleção 100% confiável.

A segunda pergunta é: pode alguém gostar de Matemática mesmo sem entendê-la?

Sim, é totalmente contraditório uma pessoa se expressar dizendo que é apaixonada por Matemática, no entanto, sem compreender o mínimo da Matemática necessária para se sair bem em curso de engenharia.

É contraditório, mas não é uma falsidade. Já repeti aqui algumas vezes e costumo repetir para os meus alunos: já tive alunos nota 10 que se confessaram não amantes da Matemática, porém suas habilidades com a Matemática sempre me surpreendia.

Sou analfabeto(a) em exatas?!

Sou analfabeto(a) em exatas?!

É uma frase muito forte. Se coloque no lugar de uma pessoa que está cursando alguma engenharia ou alguma outra na área de exatas e tente imaginar o seu sofrimento tentando entender Cálculo Diferencial e Integral, tendo uma deficiência de estudos sobre Funções.

Geralmente essas pessoas acabam desistindo do curso antes do 2º período terminar.

Entendo porque já passei por essa situação, como relato em Como treinei meu cérebro para me tornar fluente em Matemática. Quando desejamos muito algo, mesmo que não tenhamos capacidade naquele momento para tentar, bate uma profunda tristeza e sentimento de culpa por não conseguir atingir o objetivo.

Deixar se abater e colocar a culpa no seu "analfabetismo matemático" não ajudará em nada. Lamentar sim, e é normal, mas ficar parado e não lutar por aquilo que deseja só irá mostrar sua fraqueza. Apontar alguma forma de contornar essa situação é complexa e depende de pessoa para pessoa. Não existe um modelo que se aplique em todas as situações, como exemplifiquei no artigo linkado acima.

Algumas sugestões

Supondo o perfil (precisa saber Matemática no curso de engenharia) da pessoa que escreveu esse comentário, essas seriam as minhas sugestões para tentar aperfeiçoar seus estudos e conseguir acompanhar as aulas de um curso que tenha matemática superior.

Sugestão 1:

Primeiro passo seria, e se possível, ser acompanhada por um Coaching (treinador). Existem diversas empresas especializadas nessa área. A maioria das pessoas que não tem bons resultados com os seus estudos, é porque estão estudando de forma errada e não aproveitam todo potencial que tem.

O Coaching será o seu orientador pessoal que te ajudará a organizar seus horários, ritmo de estudo, modo estudo, tempo de estudo, autoavaliação, etc. Assista esse vídeo onde uma estudante fala sobre o seu Coaching. Se preferir, pule para 09:35. No vídeo tem o link para uma empresa especializada em Coaching.


Sugestão 2:

Seus estudos estão organizados? Ok! Mantenha o ritmo e sempre que puder, ensine! Essa foi uma das primeiras lições que aprendi na faculdade e que serve para qualquer tipo de estudante.

Quanto mais você ensina o que aprendeu, mais aprenderá. Não é uma frase boba, pois dependendo do que se estuda, a solução é muito subjetiva. O seu ângulo de visão pode ser totalmente diferente do seu colega de curso e vice-versa. Desta forma é sempre bom estar aberto para novos pensamentos e aprender enxergando novas soluções.

Crie um grupo de estudos. Se você tem dificuldade com a Matemática e facilidade com o Português, então ensine Português e tire dúvidas com os colegas que entendem Matemática. Particularmente, foi de grande ajuda para mim.


Sugestão 3:

Pare de dizer que não conseguirá aprender Matemática. Em vez disso se esforce ao máximo. Não se lamente a todo instante. Quanto mais você plantar a negatividade em seus pensamentos, mais complexa a sua situação ficará. Sei que é fácil escrever isso ou ouvir de alguém próximo a você. Mas, se eu consegui, por que você também não pode?

Nunca fui o "fera" da Matemática que entrou no curso de Matemática. Pelo contrário, minha fluência em Matemática foi conquistada durante o curso.


Sugestão 4:

Tire força de vontade de onde não tem e revise toda a Matemática que é pré-requisito em cursos de engenharia. Não será fácil e muitas vezes terá vontade de desistir. Porém, se é isso mesmo que deseja, continue se esforçando.

Neste caso, somente com um ótimo cronograma de estudos e de conteúdos, poderá avançar.

Pesquise por bons livros didáticos de Matemática. Não precisa comprar nenhum. Visite a biblioteca de alguma escola pública ou privada e encontrará diversas coleções. Atente para as coleções completas do Ensino Fundamental que abordam a sequência correta dos conteúdos matemáticos de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN's).

Uma boa coleção de livros para estudar Matemática de Ensino Médio, é a coleção Fundamentos de Matemática Elementar de Gelson Iezzi.

São 11 volumes:
  • Volume 1: Conjuntos e funções (entender Cálculo sem saber Funções é muito difícil).
  • Volume 2: Logaritmos.
  • Volume 3: Trigonometria.
  • Volume 4: Sequências, Matrizes, Determinantes e Sistemas.
  • Volume 5: Combinatória e Probabilidade.
  • Volume 6: Complexos, Polinômios e Equações.
  • Volume 7: Geometria Analítica.
  • Volume 8: Limites, Derivadas e Noções de Integral.
  • Volume 9: Geometria Plana.
  • Volume 10: Geometria Espacial.
  • Volume 11: Matemática Comercial, Matemática Financeira e Estatística Descritiva.

Você pode encontrá-los na biblioteca, livrarias ou sebos.

Sugestão 5:

Use a internet ao seu favor. Quando cursava Matemática em 2001 não havia tantos recursos maravilhosos como o Youtube, por exemplo, ou softwares que são verdadeiros professores particulares.

No artigo Os melhores canais brasileiros no youtube para estudar Matemática listei alguns canais com ótimos conteúdos para você estudar em casa, dando play, pause, adiantando ou voltando o vídeo quantas vezes quiser.

Pesquise por aplicativos para o seu smartphone que te auxiliem em seus estudos. Separei algumas dicas:

Sinceramente espero que essas sugestões ajude de alguma forma.

Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

6 comentários:

  1. Sugestão de dois sites;
    e-aulas USP
    e- física USP

    ResponderExcluir
  2. Edigley, tem o https://pt.khanacademy.org/,todos os conteúdo são bem explicados e é cheio de exercícios, uso demais.

    ResponderExcluir
  3. Olá Professor Edigley Alexandre. Tudo bem ?

    Faço Eng. de Produção e tenho muitas dificuldades,pois meu ensino médio , não foi dos melhores.
    Me identifiquei bastante nesse seu artigo, e tentarei usufruir de forma mais intensa possível .
    Bastante agradecido .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, João!

      Espero que te ajude mesmo. Todo o restante é com você. Sua dedicação e persistência são importantes.

      Tem outros artigos no blog sobre esse tema. Procure-os na categoria Ensino do blog.

      Um braço!

      Excluir