Como pode um blog sobre Matemática não ter aula de Matemática?
Como pode um blog sobre Matemática não ter aula de Matemática? Se você caiu aqui através de alguma pesquisa no Google, saiba que não respondo nenhuma mensagem, e-mail ou comentário sobre dúvidas matemáticas. Por favor, não me julgue ser arrogante ou algo parecido. É que a proposta do blog não é essa.

Poxa professor, não custa nada tirar uma dúvida. Custa sim! (risos) Primeiro, não tem como dar conta de tantos e-mails ou comentários, pois o blog não é a minha atividade principal. Lembre-se: tenho um emprego e família (risos). Segundo, raramente um estudante realmente quer tirar dúvida, a maioria interpreta "tirar dúvida" com "resolva pra mim aí!".

Ah, se não tem tempo, por que criou o blog? Tenho um tempo reservado somente para o blog, isso inclui responder e-mails, comentários tanto no blog quanto em redes sociais, criar novas postagens, revisar postagens antigas, editar imagens, etc. Só não disponho de tempo para "tirar dúvidas".

E em hipótese alguma resolvo lista de exercícios para ninguém, mesmo se pagar por isso. E olhe que o mercado negro de listas de exercícios resolvidas é bem lucrativo (risos). E caso aceitasse "ajudar" estaria atrapalhando seu aprendizado.

Por que não dou aulas através desse blog? Por que não dou aulas no Youtube?

Se quiser tirar suas dúvidas recomendo que leia o artigo Esqueça o Yahoo Respostas! Tire as suas dúvidas na rede social educativa Brainly. 80% das perguntas são respondidas em 10 minutos. E outro fator interessante é que o site dispõe de um editor com suporte a linguagem Latex que facilita a compreensão matemática, ao contrário do Yahoo Respostas.

Por que não dou aulas através desse blog?

Acho que já respondi essa pergunta. É óbvio que vídeo aulas é muito mais prático do que em texto, mesmo escrevendo em simbologia matemática correta. Infelizmente ainda não disponho de recursos de material para montar vídeo aulas de qualidade, em termos de produção áudio visual.

O formato do conteúdo que você encontra aqui está mais para sugestões, opiniões, recomendações, ilustrações, etc., do que para aulas de acordo com a grade curricular de Matemática. Para exemplificar, no artigo Como somar e subtrair frações sem usar o M.M.C.?, seria muito mais fácil e prático tanto para o professor quanto para o aluno se tal justificativa fosse abordada com uma vídeo aula.

Por que não dou aulas no Youtube?

Se não for pra dar aula como vejo nos vídeos do professor Ferreto, nem me atrevo (risos). O que quero dizer, sem desmerecer o trabalho de ninguém, é que gosto da estrutura, design, edição e produção dos vídeos do Ferreto. Quem sabe quando montar meu home office e comprar meu Dell com Core i7 e placa de vídeo dedicada, comece a dar aulas ou simplesmente postagens para o blog em formato de vídeo.

No artigo Os melhores canais brasileiros no youtube para estudar Matemática escrevi, além das dicas de canais, as vantagens e desvantagens de estudar com vídeos aulas na internet. Aproveite e leia também É possível aprender Matemática estudando apenas pela internet? [não deixe de ler a dica 4].

De certa forma dou aulas por lá. São algumas dicas de como utilizar softwares para as aulas de Matemática, como o GeoGebra por exemplo.

Resolvi escrever sobre isso, pois as pessoas acabam não entendendo bem. Todos os dias recebo e-mails pedindo ajuda para "tirar dúvidas". Algumas pessoas são até educadas, outras não. Pedem como se eu tivesse o dever de fazer aquilo. É muito chato.

Espero que entendam.

Um abraço!

Conteúdos:


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

2 comentários:

  1. Professor, penso que a proposta do blog já é muito rica e supre muitas lacunas no que se refere à matemática. É, sem dúvida, uma imensa fonte de saber e orientação para educadores, estudantes e amadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carlos!

      Infelizmente muitas pessoas não pensam assim. Obrigado pela compreensão e apoio.

      Um abraço!

      Excluir