A frase que trago no título dessa postagem é muito comum ser dita por pais aos seus filhos (5º e 6º ano). Algumas vezes é uma brincadeira. Mas, na maioria das vezes é o início do pré-conceito com a Matemática.
A frase que trago no título dessa postagem é muito comum ser dita por pais aos seus filhos (5º e 6º ano).

Isso é fácil! Espera chegar no 7º ano e você começar a estudar equações de primeiro grau! Aí o bicho pega!

Algumas vezes é uma brincadeira. Mas, na maioria das vezes é o início do pré-conceito com a Matemática a partir desse ponto. Se uma criança cresce sendo influenciada pelos pais e familiares de que a Matemática é um bicho de 7 cabeças e vai piorando a cada ano que passa, a tendência é que ela se torne mais uma da turma do odeio Matemática. É aceitável culpar o sistema de ensino atual, mas não a Matemática em si.

Mas Edigley, isso não é verdade?! O estudo da Matemática não avança em cada série/turma? Correto! No entanto, avançar não significa sempre aumentar o nível de dificuldade.

Quero ver quando você começar a estudar equações!





A matéria preferida é a Matemática

Se você reparar bem, as crianças quando começam sua vida escolar (até o 5º ano do Ensino Fundamental 1), a matéria preferida é a Matemática. Por que será? A resposta mais óbvia é que elas estão brincando de aprender Matemática. Conceitos básicos são aprendidos desde cedo através de ligações simples ao seu dia a dia, com jogos e tarefas divertidas.

Infelizmente com o passar dos anos, elas passam a não gostar de Matemática. O motivo? Muitas das vezes as aulas são chatas, pois não há a descontração que havia antes. Tudo vira cálculo com números e letras. Aquela contextualização de antes, os jogos concretos ligados aos conteúdos matemáticos, a troca de informações, tudo isso ficou perdido.

E o lúdico no Fundamental 2? Morreu? Não! Vou escrever sobre isso em outra postagem.

Mesmo assim, acredito que a Matemática tradicional ainda funciona.

Pais, parem de "fazer medo" aos seus filhos! A Matemática não poder ser usada como castigo (se bem que conheci um garoto que o seu castigo era ficar sem estudar Matemática em casa durante uma semana).

Em vez disso colabore em casa para a aprendizagem do seu filho. Alertar o seu filho como o "medo de Matemática" não é o melhor caminho para um bom desenvolvimento.

Bato nessa tecla pois já vi e ainda vejo casos desse tipo. A pressão por passar de ano, a pressão por nota alta, a pressão por ser o primeiro da turma e a pressão por estudar um conteúdo matemático que ainda não é a hora, só torna o aprendizado insatisfatório. E a consequência no final de tudo já sabemos.

Só existe uma forma de cobrar do seu filho sem pressioná-lo e alertá-lo de forma pessimista: influenciá-lo e ensiná-lo sobre a consciência que um verdadeiro estudante deve ter, é claro, respeitando sempre as suas particularidades.

A matéria mais odiada é a Matemática

E o que fazer quando o ensino de Matemática (como é cobrado) no país se resume a letras, números e símbolos? Aí lá vem a minha frase mais repetida aqui no blog: dê a sua contribuição. Se a sua aula é tradicional ou não, deve dar o seu melhor.

Matemática deveria ser ensinada, assim como acontece com a Física (na maioria das vezes), ou seja, em um laboratório de experimentos, onde fosse possível mostrar como a Matemática é aplicada e útil em nossas vidas. Por exemplo, um aluno não poderia tornar-se um adulto sem saber o que é uma linguagem binária e o que isso muda em sua vida cotidiana, rodeada de tecnologia.

Claro que isso não depende apenas do querer de um professor, mas de toda esfera educacional. A formação destes jovens deveria ser voltada para as necessidades da nossa sociedade e não somente em passar no ENEM/Vestibulares.


Edigley Alexandre

Edigley Alexandre

Graduado em Matemática pelo DME na UERN em 2007, leciona Geometria, Matemática e Física. Blogueiro Part-Time desde 2007. Membro do Google+ Create em Português. Seu interesse é compartilhar conhecimento matemático interligado à Tecnologia da Informação e Comunicação, assim como artigos de opinião sobre Educação, Matemática e Educação Matemática.

Os comentários serão moderados pelo autor do blog. Respondo todas as segundas-feiras, terças-feiras e finais de semana.

É muito bom ler comentários, porém atente para algumas regras muito importantes antes de enviar a sua colaboração para este artigo.


Comente este artigo:

4 comentários:

  1. Eu sou formada em matematica mais nunca fui um genio na matematica mais ela me ajuda muito na minha vida no meu dia adia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cícera!

      Eu posso dizer o mesmo sobre isso.

      Abraço!

      Excluir
  2. Prof. Edigley. De Fato, minha infância foi assim, era muito maçante aprender matematica! E por falar nisso, estou com um problema a resolver o sr. pode me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tabajara! Tudo bem?

      Imagino como foi ser difícil. Sobre sua dúvida infelizmente não posso ajudar. Como pode ver só agora pude responder seu comentário.

      Um abraço!

      Excluir